LOS – Capítulo 45

Anterior | Próximo


Nota: MUAHAHAHAHA!!! Desisto de travessões nesse projeto. Já chega! Não fica legal com o estilo do autor e converter dá trabalho demais! Começando esse capítulo estamos de volta ao estilo antigo.


Capítulo 45:

~Encantador~


 

“Um último feitiço para terminar.”

— Uma Memória dos Antigos


***Caríntia***

***Magnus***

 

Sely dá uma espiada em meu escritório. “Magnus? Por que você não sai do seu quarto? Os outros estão te esperando na mesa. Oilell torrou um filé de bife realmente gostoso.” É a primeira vez que ela me visita aqui. O quarto se localiza no porão da mansão onde conduzo meu trabalho em paz.

Metade do quarto é uma larga área de depósito com longas filas de prateleiras. Todas preenchidas com incontáveis itens. Todos encantados. É óbvio que, como alguém que luta com ferramentas mágicas, eu preciso de uma ampla reserva de consumíveis.

Muitas pessoas escolhem lutar apenas com seu próprio poder. Há valor em ser forte sem ter que depender em equipamentos adequados. Mas minhas cartas e dados frequentemente me venceram uma luta que eu teria perdido sem elas. Então nunca desistirei de itens encantados.

Eu grunho. “Só me deixe terminar essa carta.”

Quando ela percebe que estou trabalhando em novos itens encantados, entra no quarto e olha em volta. “Nossa, você tem um bocado de equipamentos para encantos. Não me diga que é sua especialidade? Depois de te ver lutar, achei que se especializasse em magia de força.

Ela estuda as estantes com itens encantados. Caixas, cartas, cubos. A maior parte são itens que se vê todo dia.

Dou de ombros e coloco um pouco de cola no lado superior da carta mágica. Essa carta é um feitiço de choque comum e acho engraçado quando se torna realidade. “Não sou ruim com magia de força. Colocar um encantamento em um item requer muito controle, o que é um aspecto de magia de força. A maioria das pessoas que são boas com magia de força, também são bons encantadores. Os talentos necessários para ambos os traços são muito similares.

Ela pega uma caixinha. “Goma de mascar? Sério?”

Inspiro rapidamente. “Por favor abaixe isso. Essas daí podem explodir a mansão inteira!”

Sely franze suas sobrancelhas e muito cuidadosamente coloca a goma de mascar de volta na prateleira. “Por que você encantaria goma de mascar com um feitiço explosivo!?”

Eu limpo minha garganta. “Porque ninguém esperaria por isso. A última vez que usei elas, dei uma pra uma fae e mandei ela de volta para Fada.”

“Isso é diabólico” Ela assente, apreciando a ideia.

Me concentro em meu trabalho. Antes da Sely entrar no quarto, eu tinha destacado a frente e as costas da carta. Então usei uma técnica especial para colocar um pequeno círculo mágico dentro da carta. Tudo que tenho que fazer agora, é colar as duas metades e aplicar o encantamento correto nela.

Sely para a meio caminho e estuda o dispositivo na mesa ao meu lado. “Você está sério? Está usando uma impressora 3D pra imprimir circuitos mágicos em suas cartas!?”

“Não ria. É uma técnica especial. Se eu colocar metal o bastante no filamento, ele se torna condutível e carrega encantamentos muito mais facilmente. O feitiço não se dissolve com o tempo como iria normalmente.” Pressiono as duas metades juntas, satisfeito por não haver nenhum excesso de cola nas bordas. Então, pressiono a carta com um tomo pesado que não serve a nenhum outro propósito senão aplicar peso nas minhas cartas enquanto a cola seca.

Eu sorrio para Sely. “Encantar itens não é só sobre criar as armas mais poderosas. O traço mais forte de um encantador é que ele pode transformar qualquer coisa em uma arma. A menos que o oponente me conheça bem, ele nunca esperará que um dado jogado possa significar seu fim. O mesmo vale praquele capacho ali.”

Sely inclina sua cabeça e estuda o item. “O que vai acontecer se eu pisar nele?”

“Muito provavelmente vai perder seu pé. O tapete tá encantado com um poderoso feitiço de desintegração. Aconselho que não teste.” Meus olhos vagam para a barriga da Sely. Ela está visível agora. Não por muito, mas qualquer um com olho para detalhes já pode ver sua gravidez. “Tem certeza que não quer checar? Se soubermos o sexo, podemos decidir um nome.”

Ela bufa. “Eu quero que seja uma surpresa. E quanto ao nome, podemos escolher mesmo assim. O que você acha de Helmut se for um garoto, e Kaia se for uma garota?”

“Talvez Hatlix se for um garoto, Eleanor se for uma garota?” sugiro. Não gosto realmente dessa aproximação hipotética. Minha única razão para mencionar os nomes foi uma pequena esperança de descobrir o sexo da criança. Não entendo porque a Sely quer que seja uma surpresa.

“Eleanor é aceitável, mas usar o nome do seu avô é simplesmente mal-gosto.” Ela se vira e vai até a porta. “Vamos lá. A Oilell não pode manter a comida quente pra sempre.”

No seu caminho de volta, seus olhos se prendem em um pequeno pedestal. Acima dele está um orbe, pulsando com uma leve luz. “Esse é o orbe do nosso estandarte? O que ele está fazendo aqui? Pensei que você protegeria melhor algo tão importante.

Me levanto e caminho até o pedestal. “Depende de como se vê. O verdadeiro está escondido bem no fundo do calabouço da mansão. Este daqui é uma cópia fraca que eu fiz. Eu queria algo similar a uma pedra de poder pessoal, pequena o bastante para se carregar por aí. O verdadeiro emite tanta magia que é difícil de se usar. Certamente não é um item para propósitos práticos. Mais como um dispositivo apocalíptico.

“A saída de força desse daqui é muito mais fácil de se controlar, mas nunca consegui esconder as emissões de energia errantes. Dentro da berlinde de realidade não é muita coisa, já que toda a área está saturada com magia. No mundo real, é algo muito diferente. É como se tivesse carregando uma maldita buzina de nevoeiro por aí, em combinação com uma lanterna. Todo sobrenatural no território que pode sentir magia vai saber que tem algo acontecendo. Até eu ter resolvido esse problema, não planejo usá-lo.”

A expressão de Sely se torna um largo sorriso. “Ainda seria muito útil se você não se importasse em anunciar sua presença.” Então, ela nota o Hórus na minha mesa. “O que você fez!?”

Olho para o artefato desmontado. “Estudei o círculo mágico dentro dele. O circuito estava banhado em ouro, então tive que raspar a superfície. Devo admitir que o encantamento é bem traiçoeiro. Não será fácil guardar meu Véu contra ele.”

“Era um artefato inestimável!”

Eu levanto uma sobrancelha. “O custo dos materiais está em torno de uns duzentos Euros e leva mais ou menos uma hora pra fazer um novo. Duvido que seja inestimável.”

Sely arregala sua boca para mim. “Você pode fazer um novo? Mas você disse que vai ser difícil proteger seu Véu contra ele. E os outros itens que usamos pra te pagar?”

Sorrio com seu óbvio choque em descobrir um novo lado dos meus talentos. Parece que ela não é a única que aprendeu algumas coisas em sua longa vida. “Eu falei que será difícil proteger meu Véu contra ele. Não é difícil replicar o encantamento. Eu não aceitei seu pagamento pelos itens terem qualquer valor real pra mim. Só é interessante desmantelar o trabalho de outros encantadores. Ás vezes, eu passo por uma solução incomum para um problema e aprendo algo novo. Como com o Hórus.”




Ei, se estiverem gostando do projeto e desejarem ajudar um pouco, vocês podem fazer isso acessando o link abaixo, solucionando o Captcha e aguardando dez segundos para ir à nossa página de agradecimentos.

Podem acessar por aqui.


Tradução: Batata Yacon   | Revisor: Delongas


Anterior | Próximo

2 ideias sobre “LOS – Capítulo 45

  1. Alex

    Ah tão op quanto o Azir ou Angrood o que me faz ficar triste quando eu penso que essa é a fórmula do andur pra criar um novel top que de certeza vai ter 100, 120 caps no máximo

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s