LoMa – Volume 4 – Capítulo 8

AnteriorPróximo


Escrito por Mishima Yomu/Wai (三嶋 与夢)
Traduzido Originalmente ao Inglês por Kuroinfinity


Período de Treinamento

 

Eu fui delegado ao departamento de logística na capital imperial para o meu treinamento.

Após me graduar da academia com honras, fui promovido a tenente… mas para ser claro, isso não era para onde cadetes de elite normalmente iam.

Não era o departamento onde os melhores dos melhores eram treinados, mas eu estava satisfeito.

Por quê?

… Porque eu tinha uma promoção garantida a capitão após o meu primeiro ano, por apenas lidar com papelada aqui.

E pelo fim do meu segundo, minha patente seria elevada novamente a major.

Nobres podiam avançar suas carreiras facilmente ao realizar trabalho de mesa na retaguarda.

Realmente maravilhoso.

E isso nem era considerando como quando eu finalmente recebesse minha atribuição oficial, estarei passando meus quatro anos de alistamento relaxando na frota que a Tia preparou para mim.

Esse treinamento era o ponto de virada, depois disso, tudo o que restava era a vida estudantil na universidade e como oficial.

Sem nem mesmo tentarem, aristocratas podiam ser delegados aos cursos de elite e avançarem na vida, alegremente assistindo de uma distância segura aqueles abaixo de si lutando.

Isso era exatamente como um Senhor Maligno deveria ser.

Vida no quartel era mandatória durante o período de treinamento, mas era mais como ficar em um hotel enquanto de férias na capital.

Após terminar um plano de trabalho regular todo dia, eu retornava ao quartel e apreciava minha folga pessoal depois das cinco.

Isso realmente era maravilhoso em comparação às elites que estavam se matando de trabalhar nos departamentos mais ocupados.

Wallace me chamou enquanto eu ainda estava ocupado com o meu trabalho.

— Ei Liam, parece haver um visitante que invadiu o edifício berrando.

— Berrando? Algum erro foi realizado em algum lugar?

Mas quem cometeu o erro?

Nós deixamos muitas coisas para as IAs, mas elas não podiam cometer quaisquer erros.

Parte do trabalho requeria humanos para serem processados, então a probabilidade de erro veio de um de nós.

— Não, a pessoa está aqui para apresentar uma queixa sobre os suprimentos que você arranjou, Liam.

— … O quê?

◇ ◇ ◇

O Departamento de logística tende a ser menosprezado porque não operavam nas linhas de frente.

Seu uso de IAs para reduzir a carga de trabalho era outra razão para serem desprezados.

Porém, a eficiência de trabalho cai enormemente se apenas humanos forem empregados.

Quando se pensa em como o trabalho realizado aqui atrás era usado para ajudar a suportar as linhas de frente, o uso delas era inevitável.

— Qual a razão de um tapado como você, que depende de IAs pra fazer seu trabalho, rejeitar o meu formulário de solicitação!?

Foi logo após o meio-dia quando o coronel irrompeu no edifício e começou a causar uma comoção.

Seu oponente era um brigadeiro general, mas o coronel ainda estava assumindo uma atitude grosseira contra ele por conta de seu nascimento nobre.

— M-minhas desculpas. Coronel, solucionaremos isso em breve, então se acalme, por favor.

Por conta de seu uso de IAs para processar seu trabalho, até mesmo os superiores no departamento de logística eram menosprezados.

O Império achava ruim depender demais de IAs, então essa divisão não era realmente uma que você escolheria se quisesse um caminho rápido pelos ranques.

— Traga-me o idiota que designou os suprimentos para a minha nave! Irei educá-lo pessoalmente!

O brigadeiro general apressadamente tentou impedir o coronel que estava brandindo seu chicote enquanto sorria.

— Coronel, isso não é uma boa ideia. Se fizer isso, então…

— Estou dizendo que vou endireitar pessoalmente o covarde que se recusa a lutar nas linhas de frente, ou está me dizendo que prefere tomar o lugar dele?

O coronel era alguém que gostava de assediar os fracos.

O brigadeiro general deixou seus ombros caírem.

— Você não pode dizer que não lhe avisei.

Desistindo, o brigadeiro general então berrou: “Alguém traga o tenente”, depois disso, bateu suas palmas, criando um alto ruído.

— Oh? Foi algum pirralho novato que ainda está no meio do treinamento? Vou mostrar pra ele como a realidade realmente é no exército imperial.

Vendo o coronel denunciar o jovem, o brigadeiro general desviou os olhos.

— … se realmente conseguir lidar com ele, então espero que me ensine seus métodos também.

— Falou alguma coisa?

— Não, não é nada.

O som de batida na porta pôde ser ouvido, e o coronel berrou:

— Entra logo!

Abrindo a porta e entrando na sala, Liam apareceu.

— Então você é o responsável pelos suprimentos de reposição da minha nave? Você tem noção do que fez?!

Liam bufou em resposta à atitude que o coronel estava tomando contra ele:

— Quem diachos é você?!

— … O-o quê?! Não consegue sequer reconhecer minha patente pela insígnia?

— Isso só diz que você é um coronel de uma frota de patrulha, mas isso não significa nada pra mim. Brigadeiro general, eu estou bastante ocupado no momento. Não quero que me chame por coisas desse nível.

O Brigadeiro general respondeu ao comentário de Liam:

— Eu também não queria, mas o coronel aqui aparentemente quer te ensinar uma lição.

A cor dos olhos do Liam mudou quando ouviu isso.

— … A quem ele está planejando ensinar algo?

— Seu, pirralho! Que merda você esteve aprendendo na academia?! Não ache que será capaz de ir pra casa hoje!

Enquanto o coronel pensava sobre como iria se divertir torturando o Liam, ele foi mandado voando de repente.

“Bweh-?!”

Após bater contra a parede, ele fez uma expressão que dizia que sequer entendia o que havia acontecido, e foi então que ouviu a voz de Liam:

— Brigadeiro general, poderia chamar o superior desse cara pra mim?

— N-não é como se eu não pudesse, mas…

— O formulário de solicitação desse cara dizia para preparar licores caros e petiscos. Tenho certeza que o chefe dele amaria ouvir sobre isso. Ele é só um soldadinho sem nome das frotas de patrulha, quem diachos é ele para questionar minhas decisões?

O brigadeiro general respondeu ao sorridente Liam com um “entendido” antes de realizar a chamada para o superior do coronel.

A pessoa chamada era um major-general encarregado de uma frota de patrulha incumbida com a proteção do espaço em volta da capital imperial.

Quando a chamada conectou, o homem estava claramente de mau humor.

— O que foi?

E aí, major general. Seu subordinado arrumou briga comigo. Você vai tomar responsabilidade por isso como chefe dele?

— O qu-?! — C-conde?!

O major-general também era um nobre, mas seu status era inferior ao de Liam, que havia sucedido como chefe de sua Casa.

Mas mesmo deixando isso de lado, Liam era infame por estar em conflito aberto com a perigosa Família Berkley.

O major-general estava claramente angustiado.

— M-meu subordinado lhe foi rude. Diga a ele para se retirar imediatamente.

— Eu devo dizer a ele? Não, você virá aqui e o levará de volta pessoalmente. Está seriamente tentando me dar ordens? Não está se achando um pouco demais? Realmente acha que pode me subestimar só por causa da sua patente militar?

— Por favor, perdoe-me. Já irei pegá-lo. Não, irei pegá-lo imediatamente.

— Seja rápido, e aproveitando, o formulário de solicitação que enviou foi longe demais, mesmo para uma piada. Nunca mais faça pedidos que desperdicem meu tempo de novo. Você entendeu?

— S-sim, eu entendo.

— … Você parece ter uma reclamação. O que é? Que tal me contar?

— R-realmente não é nada.

Distraí-lo de seu trabalho, e forçá-lo a lidar com essas situações era um desperdício do tempo de Liam.

Ele odiava coisas assim.

— Bom, eu gosto de pessoas espertas como você. Agora, venha aqui e pegue seu subordinado incompetente o mais rápido possível.

— … entendido.

Quando o major-general encerrou a chamada, o coronel estava tremendo diante da revelação de que Liam era um Conde ativo com poder considerável.

— Pois bem, acredito que você tenha dito que iria me ensinar uma lição? Meu corpo tem se sentido enferrujado recentemente por causa de todo esse trabalho de mesa, então não me ajudaria a ter um pouco de exercício?

O coronel imediatamente disparou de pé e saudou.

— Eu me desculpo imensamente!

Ele imediatamente reconheceu a outra parte como seu superior… mas era tarde demais.

Liam colocou sua mão no ombro do coronel, e apertou. Forte.

— Eu não odeio atitudes como a sua, mas não sou alguém com misericórdia o suficiente para perdoá-lo tão facilmente. Você entende o que estou dizendo?

Liam agarrou o coronel trêmulo pelo colarinho e o arrastou para fora da sala.

O brigadeiro general assistia silenciosamente tudo isso acontecer das laterais.

— Haa… parece que trazê-lo para cá foi a resposta certa.

… Ele estava satisfeito com o quão suave o trabalho de seu departamento tinha ficado desde a chegada de Liam.

Havia muitos soldados que menosprezavam o departamento de logística e lhes faziam pedidos insensatos.

Por essa razão, ele queria trazer alguns nobres poderosos para sua divisão.

Mas se trouxesse um corrupto como alguém da Família Berkley, então estaria apenas criando mais problemas para si no fim das contas.

Entretanto, um aristocrata sério como o Liam nunca toleraria nada como fraude.

— Espero que isso reduza um pouco o número de pedidos insensatos.

O brigadeiro-general estava feliz por ter trazido o Liam, mas não conseguia entender por qual razão ele escolhera logo o seu departamento.

◇ ◇ ◇

As linhas de frente.

Marie estava atualmente treinando lá como infantaria.

— Sua cadela de carne moída, eu nunca irei perdoá-la.

Vestida em um supertraje, ela pulava de uma nave de transporte enquanto murmurava pragas contra Tia.

Ela não usava um paraquedas, mas uma barreira apareceu de repente em sua volta antes de aterrissar, absorvendo o impacto antes de se despedaçar.

No meio de uma selva, Marie absorvia seus arredores.

— Marie, é seguro?

— Sem problemas aqui.

— Entendido. Nesse caso, prossiga com a infiltração das instalações inimigas e resgate os reféns. É uma tarefa difícil, mas eu sei que você consegue.

Sendo forçada a avançar por uma base hostil enquanto resgatava um refém, Marie começou a reclamar em sua mente.

(Eu definitivamente vou retornar e tomar a cabeça daquela cadela de carne moída.)

Graças à Tia movendo as coisas nos bastidores, ela foi designada às forças especiais.

Tia disse que “Não há lugar para você ao lado do Senhor Liam” e a ridicularizou.

Abrindo caminho pela floresta rapidamente, Marie imediatamente executa um vigia com sua faca quando o encontra.

Seu chefe, que estava assistindo a situação elogiou sua sutileza através dos comunicadores:

— Suas habilidades são incríveis. Elas me lembram de uma outra pessoa subordinada minha.

— Você teve outros no meu nível? Onde e quando foi isso?

O interesse de Marie foi captado após ouvir que havia outras pessoas tão fortes quanto ela.

— Estava usando outro nome durante o serviço, mas diferente de você, seu trabalho era espião e precisava manter a identidade em segredo. Era uma pessoa inacreditavelmente forte em batalha, e podia cumprir qualquer missão que delegássemos.

— Captou meu interesse, prossiga.

— Não posso lhe contar por causa dos regulamentos militares infelizmente, mas era realmente uma excelente subordinada.

Quando a base inimiga surgiu à vista, Marie encerrou a chamada e começou sua infiltração.

— Pois bem, eu quero retornar ao lado do Senhor Liam assim que possível, então não devo terminar com isso rápido?

Naquele dia, uma organização criminosa desapareceu.

◇ ◇ ◇

Exercícios moderados realmente são bons.

— E eu até consegui terminar meu trabalho a tempo também.

Enquanto pensava sobre tudo que havia acontecido hoje, Wallace fez uma expressão cansada antes de falar.

— Você não deveria ficar tão fixado com tempo. Você tem noção? Olha, há outros ainda trabalhando mesmo agora.

Havia oficiais seniores que não conseguiram terminar seus trabalhos a tempo e tinham que ficar.

Mas isso não tinha ligação nenhuma comigo.

Por que eu já terminei.

— Não há valor nenhum em trabalhar horas extras.

— É por isso que você nunca ajuda os outros?

Algumas vezes há idiotas que não conseguem sequer fazer o próprio trabalho, e vem chorando até mim pedindo ajuda, mas eu sempre mando eles embora dizendo que são coisas que eles precisam resolver sozinhos.

— Qual o sentido de fazer isso?

Na minha vida passada, eu trabalhei ao máximo pela minha companhia, meus subordinados e meus juniores… Eu realmente fiz o meu melhor, mas tudo isso não valeu de nada no final.

Tudo o que você precisa fazer é terminar seu trabalho na hora certa e ir para casa.

Não deve haver problema nenhum desde que trabalhe duro o bastante para justificar seu salário.

A sociedade e as companhias podem te pedir por mais, mas ideias abstratas como “criar boa fé” não significavam nada para mim.

Comparado ao esforço que se tinha que empregar para essas coisas, as poucas palavras “obrigado” que eles ofereciam não eram recompensa o bastante para justificar.

Era por isso que eu apenas trabalhava pelo que me pagavam.

Quando nós deixamos o escritório, uma grande limusine estava estacionada na entrada.

— Que bonita. Alguém importante visitou?

Podia-se dizer facilmente que a limusine era um veículo de luxo.

O departamento de logística não era uma divisão popular, então não havia muitos aristocratas posicionados aqui.

Quando pensei isso, Wallace notou algo.

— Espera, não estariam aqui para pegar você, Liam?

— … O quê?

Levemente confuso, lentamente me aproximei do veículo quando a porta abriu-se de súbito com força, revelando Rosetta, que atualmente estava vestida em roupas simples, pulando para fora de lá.

— Querido!

— Rosetta?!

Na realidade eu queria me esquivar dela, mas se fizesse isso mal, ela poderia se machucar, então acabei pegando nos braços ao invés disso.

— O-o que está fazendo aqui?

— Por que não tenta descansar no hotel por hoje? É lá que estou ficando agora que meu treinamento terminou. Na verdade eu queria passar algum tempo com você, então vim pegá-lo.

Ouvindo isso, Wallace imediatamente entrou na limusine.

— Então não se importe se eu aceitar. Aceito uma carona grátis a qualquer hora. -Uau, Liam! O interior dessa coisa é incrível. Tem até álcool e petiscos!

Vendo que o Wallace já estava dentro e bebendo, tentei realizar um último vão esforço de pará-lo.

— Ei, espera! Achei que já tivéssemos planos de sair para beber mais tarde!

— Deve estar tudo bem ir para o hotel ao invés disso. Digo, a gente não pode se divertir tanto antes do dia do pagamento, e tudo isso é grátis!

Esse bastardo!

Se afastando levemente de mim, Rosetta levantou os olhos para mim, lacrimejando.

— Querido, você já tinha planos? A-acho que faz sentido. Eu sei o quanto é importante manter os relacionamentos de trabalho.

Vendo o quão triste a Rosetta parecia, senti um senso de culpa inexplicável me varrer por alguma razão.

Em primeiro lugar, eu só estava planejando ir com o Wallace para um bar para algumas bebidas, e nada mais.

— N-não, nós só tínhamos planos de ir beber juntos, isso é tudo.

— Sério?! Então, vamos para o hotel! Há tantos restaurantes nos arredores que você nunca vai se cansar deles! Farei eles prepararem todas as bebidas que você poderá desejar, Querido!

— E-entendo.

Eu costumava pensar que ela era uma mulher de aço, uma rainha de gelo com um coração inquebrável, mas isso foi antes dela se tornar minha noiva.

Agora ela fica me babando enquanto me chama de “Querido”.

Na realidade eu queria que ela me odiasse mais, já que realmente não sei como tratá-la quando age assim.

— … Então, Rosetta, o que esteve fazendo durante sua estada no hotel?

— No momento só estou aprendendo um monte de coisas. Atualmente estou estudando a cultura da capital imperial junto com as filhas de várias outras casas nobres. É bastante divertido.

Era algo como uma jovem esposa participando de uma aula de cozinha?

Fico feliz que ela pareça estar se divertindo… não que eu esteja preocupado ou nada assim.

A expressão de Rosetta de repente ficou séria.

— Ah sim, e Querido… na verdade há alguns visitantes por lá que querem vê-lo.

— Alguns visitantes?

De novo? Espero que não sejam como o coronel que visitou de tarde.


Brian(´ω;`): — Ver tantos outros mandriando sem repreensão enquanto o Senhor Liam trabalha duro todo dia até sua hora marcada é… doloroso. É realmente doloroso pensar sobre como o Senhor Liam coloca uma fachada de felicidade apesar disso.

 


Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Delongas


Ei, se estiverem gostando do projeto e desejarem ajudar um pouco, vocês podem fazer isso acessando o link abaixo, solucionando o Captcha e aguardando dez segundos para ir à nossa página de agradecimentos.

Podem acessar por aqui.

Ou Aqui.


AnteriorPróximo

7 ideias sobre “LoMa – Volume 4 – Capítulo 8

  1. Daniel

    Obrigado pelo capítulo.
    Gostaria que o Liam fizesse coisas condizente com sua idade real, eles forçam muito colocando ele como um adolescente esquecendo que ele viveu bastante na outra vida.

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta
  2. Thiago Morgado

    Tenho a desconfiança que são os pais dele, já que eles estavam na capital imperial
    Fico feliz de ver o Liam “abrindo” o coração para outras pessoas. Desde que ele veio para esse mundo, a unica pessoa que ele abriu o coração foi a Amagi, e talvez o Brian.
    E pelo jeito ele é u tsundere kkkkkk

    Curtido por 2 pessoas

    Resposta
  3. Fernando Carrijo

    “Dia disse que “Não há lugar para você ao lado do Senhor Liam” e a ridicularizou.” acho que deveria ser Tia em vez de Dia. obrigado pelo capitulo !

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta
  4. Gatts Berserker

    Totalmente certa a filosofia de trabalho do Liam, faça o seu e justifique seu salário. Elogios e agrados não são gratuitos no mundo do capital.

    Curtido por 2 pessoas

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s