LoMa – Volume 4 – Capítulo 5

AnteriorPróximo


Escrito por Mishima Yomu/Wai (三嶋 与夢)
Traduzido Originalmente ao Inglês por Kuroinfinity


Frota de patrulha

 

— Frota de patrulha?

Eu estava conversando com Wallace na cafeteria da academia.

Este era o meu terceiro ano, e eu já havia me acostumado a viver aqui.

— Sim, eu estava falando com meu irmão que também tinha deixado o palácio. Ele escolheu viver como um soldado, mas foi negado alistamento em uma das frotas principais e ao invés disso foi enviado para uma de patrulha.

Era estranho pensar que o exército imperial recusaria um membro da família real, mas eu acho que isso tinha a ver com sua própria classificação como realeza. Tal como Wallace costumava ser, ele provavelmente era outro Príncipe sem suporte ou pouco direito ao trono.

A maioria das frotas principais não aceitaria tal pessoa por causa dos vários problemas que as seguiam.

— Se ele virou o comandante de uma frota de patrulha, deve ter recebido pelo menos algumas centenas de naves para controlar. Isso não soa tão ruim.

Quando falei isso, Wallace passou por uma mudança muito sutil de expressão.

— O problema é que ele recebeu o lixo que todo mundo jogou fora. Meu irmão [Cedric] recebeu uma pequena frota de trinta naves ultrapassadas. Ele parece ter caído em depressão após ser delegado a uma área que é praticamente espaço vazio.

— Então não está tudo bem se ele apenas ficar a bordo de sua nave? Parece ser trabalho fácil onde ele pode apenas relaxar sem fazer nada.

— Dentro de uma embarcação estreita e desatualizada, não tem como ele conseguir relaxar. Ele me falou que não sabe mais porque está trabalhando, e todos os soldados delegados a ele são podres.

Isso era parte da realocação parcial de recursos humanos do exército?

Se eu fosse compará-los a uma companhia… eles seriam como um grupo de empregados inúteis que você mantinha longe, mas não podia demitir?

Parece que o número de patrulhas inúteis estava aumentando, e todos os soldados estacionados nelas estavam ficando complacentes.

… são idiotas?

— Mas como é que uma situação dessa ocorreu?

Wallace me explicou a razão enquanto cutucava sua refeição pastosa com um garfo.

— O alto escalão no exército queria um lugar para jogar seus rivais. Isso não é apenas qualquer relegação, era uma ação feita para ativamente quebrar seus espíritos. Além disso… eles só queriam um lugar para onde pudessem empurrar a nobreza.

— Os nobres?

— Há muita gente entre a aristocracia que gosta de tirar vantagem de seus títulos. No exército, seria fatal se tais pessoas ascendessem em poder, então delegam eles como comandantes de frotas de patrulha ao invés disso. Graças a isso, o número delas tem crescido explosivamente, e já que é caro demais reorganizá-las, são basicamente deixadas de lado.

— Achei que seria mais difícil manter a manutenção delas.

— Se você entregar o mínimo de suprimentos, as coisas dão certo de algum jeito no ambiente praticamente vazio. Além do mais, eles ainda precisavam ter alguma coisa posicionada lá. Definitivamente não seria engraçado ter piratas montando uma base em espaço vazio.

Então, em resumo, muitas situações complicadas se empilharam para criar a situação atual cheia de gastos inúteis?

… não, isso não era tão ruim na verdade.

— Essa é uma história interessante.

— Eles atraíram a sua atenção? Mas Liam, é praticamente garantido que você seja delegado ao exército principal.

— Mas eu não quero me alistar lá.

Só em pensar neles me dava dores de cabeça.

“Venha se juntar à nossa frota!”… e assim por diante. Eles estiveram me atormentando de todo lado para me recrutar.

Há muitos lugares diferentes para ser delegado no exército principal, alguns dos quais eram pelas fronteiras, enquanto outros eram baseados em áreas rurais.

Para a capital imperial, sempre havia três frotas estacionadas lá para defendê-la, onde elites mesmo entre aqueles da força principal se reuniam.

Os guardas imperiais tinham me convidado a me juntar a eles, mas realmente não me interessavam minimamente.

Eu não gosto de receber ordens dos outros, então ser o comandante de uma frota de patrulha não era o melhor?

— Já decidi! Eu quero uma frota de patrulha!

— … Liam, você é um idiota?

— Como assim?

— Você não me escutou nenhum pouco?! Meu irmão foi forçado àquela posição e agora está chorando que preferiria morrer. Fiquei aturdido quando soube de sua designação. Todas as naves são ultrapassadas, e o ambiente onde está baseado é ruim, você realmente quer passar quatro anos em um lugar desses?

Wallace não sabia de nada.

Podia ser assim para os outros, mas eu era rico.

Naturalmente eu investiria na minha própria frota.

— Eu posso simplesmente comprar as naves e outras coisas para consertar esses problemas. Se eu preparar uma nave de passageiro de luxo para mim, então isso praticamente se tornará férias.

— … as forças armadas nunca custeariam uma coisa dessas.

— É claro que não, eu supriria os fundos para isso pessoalmente.

— Huh?

— Eu irei prover o dinheiro para comprar as naves.

— Não, mas… se você for o único usando uma embarcação de luxo, então irá antagonizar aqueles em volta, Liam.

— Não se preocupe com isso. Tudo o que eu preciso fazer é substituir as naves deles também. Embora, eu acho que seria tarde demais para isso se eu começasse logo após ser designado… Okay, preparemos uma frota adequada à mim imediatamente.

— … Huh? Você realmente vai dar seguimento nisso?

— É claro que vou. A Tia irá se graduar da academia ano que vem, então farei ela preparar minha frota.

Vou até dar uns subornos para garantir o destino que quero.

Minha atribuição será escolhida por mim mesmo!

Desconsiderando os convites das forças armadas enquanto preparo minha própria frota… é exatamente assim que um Senhor Maligno deve agir!

Diante do pensamento de que nem mesmo as forças armadas podiam se colocar contra o poder do dinheiro… meu coração se encheu.

— Conheci muitos tipos de nobres na minha vida, mas nunca vi ninguém como você, Liam.

— Então eu sou o primeiro no Império? Tudo bem. Vamos dar a ordem à Tia assim que possível.

◇ ◇ ◇

A sala de comunicações.

A pessoa com quem Tia conversava era seu antigo chefe, o primeiro-ministro.

— … muitos aristocratas preparam suas próprias naves. Alguns deles até mesmo preparam suas próprias frotas, mas essa é a primeira vez para um caso como o do Conde aparecer.

Parecia que nem mesmo o primeiro-ministro podia esconder sua surpresa.

Tia falou com confiança à sua reação.

— Consertamos um dos problemas do Império, então não acho que seja algo ruim.

— Consigo ver apenas deméritos para o Conde usar seus próprios recursos para isso, e substituir o equipamento obsoleto e retreinar os recursos humanos inúteis de uma frota de patrulha… os custos sem dúvida serão imensos.

— O Senhor Liam me ordenou a “preparar uma frota digna dele” afinal. Ele também providenciou o orçamento para isso pessoalmente, então não há problema aí.

Liam disse a ela para preparar uma frota para si, mas para Tia, apenas uma frota do tamanho de uma regular seria digna dele.

Já que tinham os fundos para pagar, ela decidiu reunir as frotas de patrulha inúteis e combiná-mas ao tamanho de uma normal.

Ela atualmente estava pedindo permissão ao primeiro-ministro para isso.

O alto-escalão militar provavelmente não lhe daria permissão porque não entendiam como isso seria benéfico para a situação financeira do Império.

Então ela decidiu entrar em contato com o primeiro-ministro que estava ciente dessas circunstâncias ao invés disso.

— … quando deixar as forças armadas, a frota ainda estará trabalhando no Império. Por essa razão, prepararemos um oficial para agir como comandante nominal.

— Nominal? Está preocupado em deixar o Senhor Liam no comando?

— Ele é jovem demais, e o mesmo vale para você também. Apenas dar o ranque após a delegação oficial da posição não será o bastante, e se promovermos os dois à força, então o alto-escalão do exército indubitavelmente começará a reclamar. Mas não se preocupe, ele pode ser o comandante no papel, mas ainda serão vocês no poder.

Tia afundou em pensamentos:

(Os retornos não justificam essas condições, mas tudo o que ele falou é verdade…)

— … entendido.

— Essa realmente é uma proposta maravilhosa. O Império pode resolver dois dos seus maiores problemas em um instante.

Quando a chamada terminou, Tia pôde sentir-se ficando excitada.

— Atualmente, a frota não é adequada ao Senhor Liam… em apenas dois anos, eu preciso reunir as frotas de patrulha inúteis e retreinar todo o seu pessoal. Também preciso preparar as naves novas… eu não sei se serei capaz de fazer isso a tempo.

Embora Tia agisse pateticamente, suas habilidades eram reais.

— Uma frota digna do Senhor Liam… darei meu tudo para essa tarefa.

Sim, ela estava extaticamente contorcendo-se com suas mãos nas bochechas… mas sua habilidade era real.

◇ ◇ ◇

Enquanto Liam e os outros começavam a se mover na academia.

Havia também movimento na Família Berkley.

— Maldição!

Cashimiro estava frustrado com os relatórios chegando um após o outro.

Eles estiveram em uma guerra econômica com Liam já há alguns anos, mas as coisas não pareciam boas.

A razão era simples, o problema era que ainda não havia terminado.

— O que é que ele é?! Mas que infernos é aquele pirralho?!

Equipamento de desenvolvimento planetário… para produzir elixires para essa guerra, Cashimiro já havia usado esses dispositivos para destruir múltiplos mundos.

Apesar disso, ele tinha ouvido rumores de que Liam recentemente tinha realizado grandes investimentos nas forças armadas.

Mesmo ele atualmente estando em conflito com a Família Berkley, ele ainda tinha folga financeira para realizar essas compras.

— Quantos elixires já soltamos por isso?! Sendo capaz de manter-se em par conosco mesmo assim… não, ele tem um também?

Era quase impensável Liam ter um dos dispositivos.

Mas se tivesse, então era altamente provável que ele houvesse recuperado o dispositivo de desenvolvimento planetário que Derrick havia perdido.

Se ele tivesse aquilo em sua posse, então certamente era possível que ele mantivesse a luta contra a família.

… não, mesmo se ele tivesse, Cashimiro tinha certeza que ele não seria capaz de usar o dispositivo corretamente. Ele parecia apenas com algum tipo de esfera estranha, afinal.

E mesmo se ele de algum jeito conseguisse fazê-lo funcionar além disso, já que a Família Berkley tinha múltiplos dispositivos desses, ainda tinham a vantagem no fim.

O problema era que eles não sabiam por quanto tempo mais essa situação persistiria até que pudessem destruí-los financeiramente.

Esse era um oponente que eles não deveriam ter escolhido enfrentar financeiramente.

— Nós definitivamente seremos capazes de esmagá-lo em tempo, mas a que custo?

A quantidade de tempo, recursos, e finanças usadas até agora não era nada engraçado.

Vendo isso, Cashimiro decidiu que precisava encerrar essa guerra fútil de uma vez.

… eles não podiam se dar ao luxo de enfrentar mais o Liam desse modo.

— Já estou farto de truques. Se não nos movermos para esmagá-lo seriamente, ele acabará conosco primeiro.

O jovem e talentoso Liam.

Seu tempo de vida restante era diferente de Cashimiro, e não havia dúvida nenhuma de que ele cresceria em uma existência problemática caso o deixasse em paz.

Seus filhos poderiam derrotá-lo? … Enquanto fazia uma chamada, esse cenário pareceu-lhe impossível, não importando como Cashimiro pensasse nisso.

— Sim, pai?

— … Entre em contato com as forças armadas e reúna profissionais para uma guerra contra Liam.

— Guerra?! Não está sendo apressado demais, pai?!

— Seu idiota! Se não o esmagarmos agora, a Família Berkley será destruída por ele! Apenas cale a boca e siga minhas ordens! Reúna soldados que possam derrotar a Casa Banfield! Qualquer um serve, desde que possam nos ajudar a derrotar aquele pirralho… então eu os receberei de braços abertos!

Cashimiro estava seriamente com medo de Liam, e o perigo que ele representava.

O guia silenciosamente assistia esse desenvolvimento.

Ele notou o forte interesse de Cashimiro em Liam e se aproximou dele.

O guia começou a aplaudir.

— Você é maravilhoso, Cashimiro. Julgaste precisamente que tipo de ameaça o Liam apresenta.

Acima de tudo, o guia amava a força militar superior de Cashimiro, com a qual Liam não podia se comparar.

Ele tinha mais de cem mil naves, e isso nem mesmo contava os nobres aliados e piratas sob seu comando.

Reunidas, ele tinha uma força na casa de centenas de milhares.

Por outro lado, as forças de Liam sequer chegavam a cinquenta mil naves, mesmo que ele estivesse aumentando suas forças no momento.

Isso porque ele sempre esteve satisfeito com a frota de trinta mil que tinha até agora.

Ele tinha ficado arrogante após suas vitória consecutivas, então essa era a hora de esmagá-lo.

— Liam… seu descuido será sua queda.

Além disso, Liam estaria praticamente lutando sozinho devido à sua falta de aliados.

— Cashimiro… você pode vencer isso. Eu farei meu melhor para apoiá-lo também.

Fumaça negra foi emitida do guia, que então se grudou ao corpo de Cashimiro.

Olhando para sua figura, o guia abriu seus braços alegremente.

— De agora em diante, todos aqueles que desejem derrotar o Liam irão naturalmente se reunir em volta de você! As trevas do Império se agruparão ao seu chamado para matá-lo! Os consolide como seu poder!

Ele havia manipulado as coisas para facilmente reunir os inimigos de Liam.

Isso aumentará os aliados de Cashimiro, ampliando mais sua gritante diferença de força.

Diante da quantidade que nem mesmo a qualidade das forças de Liam não era capaz de lidar, o guia deleitou-se nos pensamentos de que tipo de morte agonizante o aguardava.

— Eu já preparei as sementes de vingança como segurança. Eu não sei se o Yasushi conseguirá a tempo, mas também tenho aquela mulher pronta.

A mulher que ardia com um rancor contra Liam… [Eulísia Morisille].

— Um dia, eu a colocarei ao lado do Liam. Fazer ele ser esfaqueado por aquela mulher é outro modo interessante de acabar com isso.

Independentemente da situação, ele definitivamente morreria.

O guia sentiu um inexplicável senso de alegria.

— Eu acho… não, eu sei que finalmente encurralei o Liam!

Um poderoso inimigo estava prestes a aparecer diante de Liam.


Homem-do-doloroso(´ω;`): — É doloroso. Ver o Senhor Liam querer assumir um posto relaxado é doloroso.

Marie( ゜∀゜): — Já que o primeiro volume do mangá de “The World of Otome Games is Tough for Mobs” está à venda, deem uma conferida.

Homem-do-doloroso(´ω;`): — Ter pessoas extras no posfácio… também é doloroso.


 

Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Delongas


Ei, se estiverem gostando do projeto e desejarem ajudar um pouco, vocês podem fazer isso acessando o link abaixo, solucionando o Captcha e aguardando dez segundos para ir à nossa página de agradecimentos.

Podem acessar por aqui.

Ou Aqui.


AnteriorPróximo

3 ideias sobre “LoMa – Volume 4 – Capítulo 5

  1. Thiago Morgado

    É engraçado, e muito estranho, como o Liam esta trazendo mudando o cenário do mundo. Sendo esse autor eu desconfiaria que existe algo por trás, mas sinto que essa obra não é desse tipo

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s