LoMa – Volume 3 – Capítulo 9

AnteriorPróximo


Escrito por Mishima Yomu/Wai (三嶋 与夢)
Traduzido Originalmente ao Inglês por Kuroinfinity


Torneio de Cavaleiros Móveis

 

Meu terceiro ano de escola fundamental estava em seu fim.

E o Torneio de Cavaleiros Móveis estava prestes a começar.

Era um evento realmente popular que seria até mesmo transmitido.

Já que mesmo a alta classe se reunia para assistir as partidas, não havia dúvida nenhuma da escala de atenção que o evento atraía.

Dentro do hangar — eu estava frente ao Ávido.

Marie segurava meu elmo em suas mãos.

— Não consigo deixar de tremer em antecipação por ser capaz de ver o Senhor Liam batalhar de perto!

— Você está realmente tão excitada assim?

— Sim! Esta Marie aqui é realmente fortuita por ser capaz disso!

Era adorável ver suas bochechas se corarem enquanto me lisonjeava, mas eu não estava realmente procurando por esse tipo de resposta.

Então outra garota passou por mim.

Era a Rosetta.

Ela vestia trajes de pilotagem que exibiam as curvas de seu corpo, podendo-se ver que ela tinha confiança nele.

Os olhos dos garotos naturalmente se reuniam nela.

Ela tinha amplos seios e traseiro bem delineado.

E mesmo assim, nada era desbalanceado.

Enquanto o resto dos garotos encaravam seu peito, mantive minha expressão neutra.

Chamei-lhe:

— Ei Rosetta, vai participar também?

— … isso mesmo.

Se seu olhar pudesse congelar, eu teria virado um bloco de gelo.

A esse ponto a história de eu estar querendo um noivado entre nós provavelmente havia a alcançado, então tenho certeza que ela atualmente me despreza.

— Não está sendo um pouco fria demais? Eu quero que nos demos melhor, Rosetta.

— Não estou interessada.

Quando Rosetta se afastou, Marie ficou inexpressiva.

Ela estava certamente pensando sobre como Rosetta estava assumindo uma atitude imperdoável contra mim.

Isso porque ela era um lambe-botas que sempre concordava com tudo o que eu dissesse — ou melhor dizendo, uma lambe-botas? Bom, ela era esse tipo de pessoa.

Mas atualmente eu queria uma mulher como a Rosetta.

Eu queria ver a rendição da garota que sempre me encarava com olhos afiados.

Ver o rosto dela distorcido em humilhação certamente seria uma visão divertida.

— Marie, com quem irei lutar na primeira rodada?

Fiz a Marie conferir.

A razão de eu mesmo não ter conferido antes era por causa da minha posição como superior dela.

Todas as pequenas tarefas como essas podiam ser lidadas pelos meus subordinados.

Pois Eu sou quem os governa.

— … a Rosetta.

Quando Marie sussurrou isso com uma expressão complexa, eu sorri.

— Que sorte, também não acha, Marie?

Na primeira rodada eu podia derrotar aquela orgulhosa mulher.

Espero que não se renda cedo demais, Rosetta.

— Sim. Senhor Liam, és realmente uma pessoa abençoada com sorte.

Marie respondeu à minha piada com seriedade.

… Realmente, isso não me satisfazia.

◇ ◇ ◇

O auditório se localizava longe do local do torneio.

Afinal, batalhas entre Cavaleiros móveis eram perigosas.

Já que a plateia poderia ficar em perigo, era normal assistir as lutas através de imagens holográficas e enormes monitores.

As partidas estavam sendo transmitidas através de todo o império.

Para um nobre, essa era uma pequena exibição, mas ao mesmo tempo — uma chance importante.

Eles seriam capazes de confirmar com seus próprios olhos que herdeiros mostravam potencial e cresceram fortes, enquanto também vendo quais haviam recebido a criação errada e deveriam ser evitados.

Nesse sentido, Derrick era visto como uma abominação entre a nobreza.

Nas duas vezes em que adquiriu o título de campeão, o fizera através de ameaças aos seus oponentes, vencendo sem qualquer mérito pessoal.

Os nobres pensavam que não haveria nenhuma partida decente enquanto ele estivesse por perto.

Dos assentos dos expectadores, Kurt assistia a partida de Derrick.

— Mas que batalha terrível.

Enquanto Wallace apostava na vitória de Derrick.

Isso porque ele tinha certeza que ele venceria.

Kurt estava se perguntando se não havia problema nisso, mesmo que o Liam também fosse participar.

— É uma nave de luxo, mas de que arsenal? Pelo que posso ver… talvez seja um novo modelo do terceiro?

A nave de Derrick era um Cavaleiro móvel de última geração.

Era um modelo que não havia sequer sido usado ainda no exército imperial.

Nias, a representante do sétimo arsenal, que havia sido convidada por Liam, estava sentada ao lado dos dois que conversavam.

Havia acionistas sentados em volta.

Nos assentos da plateia, havia representantes de várias fábricas que tinham vindo exibir suas novas máquinas.

— É uma nave do Primeiro Arsenal. É um modelo construído com a tecnologia combinada disponível a eles das outras fábricas, já que são baseados na capital imperial.

Era uma explicação amarga que soava ter rancor por trás.

Kurt sussurrou enquanto incrédulo:

— É-é mesmo? O Liam pode vencer?

Apesar da falta de habilidade de Derrick, o desempenho esmagador do novo modelo ainda era algo de se espantar.

Nias arreganhou um sorriso.

— Se ele pode vencer? Não vai ser sequer uma disputa, só estou preocupada…

Nesse momento, a expressão dela ficou séria.

E na outra ponta da sua linha de visão estavam os representantes do Primeiro Arsenal.

Eles também estavam sendo fitados por outros representantes.

— … se será uma luta justa, afinal.

Para os outros arsenais, esse torneio era uma grande oportunidade de exibir suas naves e produtos enquanto elevavam suas vendas.

Nias esperava que Liam fizesse a mesma coisa que Derrick estava fazendo pelo novo modelo do primeiro arsenal, por ela. Ela só estava preocupada que a partida fosse terminar rápido demais.

Wallace olhava para a imagem holográfica e sacudiu sua cabeça.

— Isso daí é simplesmente cruel.

Liam iria participar na próxima partida, mas antes disso, Rosetta entrou com um modelo de treinamento da escola fundamental.

Sua nave parecia preparada às pressas, à, muito mal, um passo de desmoronar.

Nias cerrou seus olhos:

— Aquela nave está nos limites. O piloto está em perigo.

Kurt concordou:

— É, isso é perigoso para ela… Oh, o Liam chegou!

Mas quando Liam apareceu, sua expressão imediatamente tornou-se uma excitada.

Wallace, que estava sentado ao lado dele comentou: — … Ei, você não gosta um pouco demais do Liam?

◇ ◇ ◇

Aterrizei no local da partida no Ávido.

Mesmo sendo apenas um local construído para o torneio, era um descampado em comparação à área do planeta onde a escola fundamental estava sediada.

Não havia nada em volta.

Se fosse para comparar a distância com algo da minha vida passada, a escola e os assentos dos espectadores seria no Japão, mas os locais da partida seriam na Austrália, toda a distância além do oceano.

— Não posso realmente comparar com o resto do Império porque as escalas são diferentes demais.

O espaço dentro da cabine de pilotagem era amplo.

Eles devem ter usado magia espacial porque meu assento estava flutuando no meio de tudo.

A cabine de pilotagem feita luxuosamente era muito confortável.

Pois bem…

Na minha frente estava uma nave razoavelmente velha.

A piloto era Rosetta.

Ela tentou dizer alguma coisa para mim no começo da partida, mas não consegui escutá-la.

No monitor projetado no ar, a cabine de pilotagem da outra pessoa estava visível.

Rosetta estava inclinada para frente com rosto erguido, me encarando.

…… Eu estava extasiado.

Espremida dentro da apertada cabine de pilotagem, ela dirigia toda sua hostilidade contra mim.

Eu estava pilotando o Ávido.

Não só havia uma diferença esmagadora entre nossas máquinas, minhas avaliações em artes marciais estavam muito acima das dela.

Eu gostaria de expressar meu total respeito pelo seu espírito que ainda não havia se partido, mesmo essa sendo uma partida que ela já havia perdido desde o começo.

Bem, vamos ver quanto tempo irá levar para ela se render.

Eu já fiz preparações o bastante.

— Rosetta, ninguém vai te culpar se desistir.

Ela respondeu à minha provocação barata:

— … oca..

— Huh?

— Eu disse “cala a boca”! Você realmente acha que é impossível você perder?! Se é uma batalha real, então até mesmo eu tenho uma chance de vitória!

… ela estava tentando tanto lutar contra as chances que eu não pude deixar de achá-la adorável.

Eu estava realmente impressionado com a força de seu espírito que realmente a fez acreditar que tinha uma chance apesar da situação desesperadora.

— Ou assim você diz, mas essa realidade sorri apenas aos fortes. Se você aceitar sua derrota e abanar o rabo, me certificarei de tratá-la gentilmente.

— Vai sonhando!

Assim que o início da partida foi anunciado, Rosetta avançou.

A figura dela se aproximando de mim com suas pobres habilidade de manobra era cômica.

◇ ◇ ◇

Internamente, Rosetta sabia que não podia vencer contra a nave em sua frente.

Era completamente diferente do Cavaleiro móvel alugado que ela estava pilotando.

Quando sua nave se aproximou e balançou sua espada, a máquina em sua frente — Ávido — facilmente evitou com um leve passo, apesar de seu tamanho.

Liam nem sequer desembainhou a arma do Ávido.

— Seu! SEU!!!

Ela movia o modelo antigo que não tinha funções de assistência automática muito boas para dar um corte no Ávido.

Mas o Ávido esquivava-se dela calmamente sem sequer levantar o mínimo de poeira.

Apesar de ser uma nave tão grande, nenhum som ou vibração ressoava sempre que se movia.

— Quanto dinheiro você gastou para fazer uma coisa dessas?!

Ela queria chorar.

Mas se conteve.

Pelo menos, ela queria acertar um único golpe nele, mas foi então que Ávido agarrou a lâmina.

Fazer um cavaleiro móvel reproduzir movimentos tão delicados normalmente resultaria em suas mãos serem destruídas.

Mas Ávido não quebrou.

Ao contrário, foi a espada que se despedaçou.

— É como se a lâmina tivesse sido feita de vidro.

A qualidade dela certamente era ruim, mas ainda não quebraria tão facilmente.

— … não me subestime! Especialmente não alguém como você!

Rosetta sentia inveja de Liam.

Mais forte que qualquer um, ele era a encarnação do que um nobre ideal deveria ser.

Ela ansiava por essa imagem cheia de confiança.

… Mas quando olhava para si em comparação, não conseguia deixar de se sentir frustrada.

— aaaaaAHHHHHH-!!!

Se perdendo, ela pulou para frente em uma placagem… Mas então Ávido puxou sua espada.

Era um tipo especial de lâmina chamada de “Katana”.

— …huh?

Imediatamente depois, o monitor que exibia o estado atual de cada parte da nave piscou em vermelho.

Todos os seus membros tinham sido decepados.

Perdendo seu suporte de repente, o corpo principal caiu ao chão depois de virar de costas.

O interior da cabine de pilotagem sacudiu violentamente.

“-ugh!”

E quando ela pensou que finalmente havia acabado, Ávido pisou nela.

Levantando os olhos ao Ávido de dentro da cabine de pilotagem, Rosetta teve que se defrontar com a realidade.

(… Eu sabia que não conseguia alcançá-lo.)

Seu espírito tinha sido completamente despedaçado.

Ela finalmente irrompeu em lágrimas e risadas:

— Aha… hahahaha…

Ávido levantou o que sobrava da fuselagem, e habilmente abriu a cabine de pilotagem.

Liam então abriu sua própria cabine de pilotagem e saiu, diretamente olhando para ela.

(Você quer que eu me desculpe e me prostre diante de você? Se eu começasse a te bajular submissivamente, seria bom se pelo menos me desse algum dinheiro, não é? Você quebrou a aeronave que eu aluguei afinal, vai ser difícil eu pagar por isso…)

Enquanto pensava assim, apagou seu sorriso e esfregou suas lágrimas.

(… Para mim já chega, a Casa Cláudia deveria ser destruída com a minha geração. Não posso permitir que minha filha viva o mesmo destino. Essa é a única forma de rebeldia que posso oferecer.)

Apertando seu rosto, ela começou a fitar Liam.

— Mas que figura horrível essa que você tem aí, Rosetta.

Ele estava rindo.

— Oh, então era possível a estudante de honra fazer uma expressão dessas?! Eu conheço sua verdadeira natureza! Mesmo que eu tenha perdido a partida, nunca irei me render a você. Se for me matar, então me mate de uma vez! Você não vai encontrar ninguém disposta a se curvar a você aqui! Eu sou uma Cláudia — Rosetta Ceret Cláudia!

Quando se escolhe participar no torneio, se é informado antecipadamente que estará o fazendo com o risco de morte.

Mesmo se uma fatalidade ocorresse, seria tratada como um acidente.

Muitas pessoas usavam isso como uma chance para eliminar os herdeiros de Casas hostis.

Neste momento, Liam tinha completa autoridade sobre a vida e morte de Rosetta.

Mesmo assim, ela ainda era capaz de mostrar tamanha força porque não se importava mais.

(Mãe… Avó… por favor me perdoem. Nós não temos mais nenhum outro caminho sobrando. Esse é o único modo de sermos salvas. Pelo menos… eu queria que nossas vidas fossem um pouquinho mais felizes.)

Ela não queria nada luxuoso.

Se casar com um homem que amasse e viver uma vida modesta junto com ele… isso era tudo que Rosetta precisava para ser feliz, ela não precisava ser uma vencedora na vida.

Entretanto, isso era algo completamente fora do seu alcance.

(… se houver uma próxima vida, eu gostaria que meu sonho de me casar se tornasse realidade. Eu sempre quis tentar vestir um vestido de casamento…)

O tratamento de sua casa e o assédio dos supervisores haviam lhe alcançado —- Rosetta finalmente havia desistido.

E em resposta ao seu choro… Liam riu.

◇ ◇ ◇

Rosetta, você realmente é a mais grandiosa das gemas.

Eu gostaria de lhe agradecer por me deixar ouvir a sentença “me mate” na vida real.

Na minha vida passada, tive um júnior que falaria sobre o quão maravilhosas eram frases de “me mate” com entusiasmo fervente.

Mas agora eu também entendia a grandiosidade das frases de “me mate”.

Realmente devo retirar meu chapéu ao seu espírito inquebrável.

…… Mas que pena.

— Senhor Liam, eu consegui! Este Brian aqui foi capaz de persuadi-las!

— Muito bem Brian, seu momento foi impecável.

Brian me deu ofereceu um relatório no momento mais oportuno.

Isso provavelmente era por causa das boas ações que eu fazia todo dia.

Ou deveria dizer más ações?

O guia provavelmente tinha feito alguma coisa nos bastidores.

Na próxima vez que eu o ver, preciso me certificar de curvar minha cabeça para ele.

Eu realmente precisava expressar o quão grato eu estava para ele, mas como eu sequer poderia ser capaz de agradecê-lo o bastante?

— …… Rosetta, tenho algumas boas notícias para você.

— …O quê?

Me sentir sorrir inexplicavelmente com a firme atitude de Rosetta.

— Nosso noivado foi oficialmente decidido. Sua mãe, a Duquesa aceitou.

— …huh?

Vendo a expressão aturdida de Rosetta, eu realmente sentia que havia vencido.

… Era a expressão dolorosa de alguém que havia acabado de ser traída pela família em quem confiava!

— Iremos noivar formalmente durante nossas férias longas do quarto ano. Eventualmente, você irá suceder como chefe de sua Casa, e então… seu status se tornará meu.

Rosetta estava tremendo.

Ela deve estar vexada.

A família em quem ela confiava havia se rendido a mim, e ela havia perdido seu status Ducal.

… Eu também senti essa dor na minha vida passada.

Não era só sobre como eu havia perdido minha família. O que realmente doía era a traição.

Então eu podia entender o sofrimento dela.

Mas mesmo assim, ainda irei esmagá-la. Isso mesmo, eu não estava mais no lado daqueles que tinham as coisas tomadas de si.

Eu estava do lado que tomava.

— Até recebi permissão do Império. Não está feliz? Não importa o quanto negue, sua família já me aceitou. A Casa para onde pode retornar já não existe mais. Sua terra natal explodiu em celebração por essas notícias

— Eh, ahh…

Sua voz não saía. Sua família tinha sido feita de refém, e ela havia perdido sua terra natal, a pobrezinha da Rosetta estava destruída.

— Alegra-te Rosetta… tornar-te-ás minha esposa.

Ela estava chorando.

Suas lágrimas caíam enquanto dizia algo, mas eu não conseguia ouvir.

Me pergunto se eu era visto desse jeito na minha vida passada.

Meu peito doía um pouco, mas era só porque estava me lembrando do passado, não por culpa.

Contatei Marie.

— Marie, fique de olho na Rosetta. Se qualquer coisa acontecer, resolva.

Quando dei minha ordem, ela se alegrou como um cachorrinho leal:

— Sim! Por favor deixe tudo para esta Marie aqui!

Virei minhas costas para a Rosetta chorando e retornei à cabine de pilotagem.

— Pois bem, quem irei enfrentar a seguir?

◇ ◇ ◇

A partida unilateral havia acabado.

Wallace tinha uma expressão complicada em seu rosto quando viu Rosetta chorar.

— Eu não sei o que ele disse, mas para fazê-la se decompor assim… o Liam é um demônio.

Wallace tentou falar com Kurt, mas ele parecia estar excitado por outra coisa.

— O Liam está mais forte do que costumava ser. Não, talvez a nave tenha mudado?

A conversa entre Liam e Rosetta não pôde ser ouvida pela plateia.

E agora a próxima partida estava prestes a começar.

Entretanto, Nias notou algo anormal.

— Tem estática na projeção?

Apesar de pequena, a interferência estava gradualmente ficando pior.

Então de repente, várias naves puderam ser vistas se aproximando do Ávido de Liam.

— Aqueles não são… os novos modelos de nave do Primeiro Arsenal?

Apesar de suas aparências terem mudado, Nias podia dizer o que realmente eram.

Wallace se levantou:

— P-problema! É assim que o Derrick vai matar o Liam!

 

O rosto de Wallace havia empalidecido com a visão, mas o vídeo foi repentinamente cortado.


Brian(´; ω ;  ): — Mesmo o guia não estando envolvido, ver tantos eventos infelizes ocorrerem naturalmente em volta do Senhor Liam é… doloroso.


 

Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Delongas


Ei, se estiverem gostando do projeto e desejarem ajudar um pouco, vocês podem fazer isso acessando o link abaixo, solucionando o Captcha e aguardando dez segundos para ir à nossa página de agradecimentos.

Podem acessar por aqui.

Ou Aqui.


AnteriorPróximo

8 ideias sobre “LoMa – Volume 3 – Capítulo 9

  1. João Gabriel

    Muito boa essa novel , e difícil achar uma tão boa assim pra se ler , faz tempo que não fico na expectativa do lançamento do próximo capítulo… Muito boa a tradução , continue assim .. e muito obrigado pelo trabalho bem feito

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta
  2. Gatts Berserker

    Wallace, que estava sentado ao lado dele comentou: — … Ei, você não gosta um pouco demais do Liam?
    O Wallace é idiota, mas já captou a “estranheza” da nossa Kurt (Time Kurt garota).

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s