LoMa – Volume 3 – Capítulo 6

AnteriorPróximo


Escrito por Mishima Yomu/Wai (三嶋 与夢)
Traduzido Originalmente ao Inglês por Kuroinfinity


Manobras Secretas

 

Dormitório estudantil do primeiro edifício escolar.

Havia três homens no telhado.

— Como está a situação?

— Sem problemas aqui.

— Parece que podemos terminar isso sem problemas esta noite.

Os homens tinham tal conversa.

Então repentinamente, um homem enorme envolto em negro apareceu das sombras.

Seus braços eram anormalmente longos em comparação ao resto de seu corpo.

Uma máscara sinistra adornava seu rosto.

Os homens puxaram suas armas:

— M-mas que infernos?!

O homem enorme os cumprimentou com seus braços abertos:

— Boa noite, realmente é uma bela noite esta, não é?

Imediatamente depois, mais indivíduos com a mesma aparência que o homem enorme apareceram nas costas dos homens, cortando suas gargantas com facas — deixando apenas um deles vivo.

O homem enorme riu com vigor.

— Por favor aceite minhas desculpas por perturbar seu trabalho. Pois bem…

O dormitório masculino onde Liam residia.

Após o homem enorme desaparecer do telhado ao afundar nas sombras, ele se materializou dentro do quarto de Liam.

Liam dormia em sua cama.

O homem enorme estendeu-se para Liam e… puxou o cobertor para cobri-lo de volta.

Liam abriu seus olhos levemente.

— … Kukuri, que barulheira toda é essa?

Tendo acordado Liam, Kukuri imediatamente desceu de joelho ao chão e curvou-se profundamente.

— Por favor perdoe-me, Senhor Liam. Um cachorro se esgueirou no edifício, e eu estive ocupado o perseguindo.

— Um cachorro? … Se é só um cachorro, devolva-o ao dono.

Kukuri aceitou a ordem de Liam.

— Como o Senhor ordena.

Kukuri desapareceu enquanto afundava no chão, reunindo seus subordinados enquanto se rematerializava no exterior.

Ele virou-se para o sobrevivente no telhado.

— Pois bem, quem é seu dono?

O homem assustado não o respondeu e apenas continuou a tremer.

Mas quando olhou nos olhos de Kukuri… ele de repente começou a falar com uma expressão vazia.

— … Senhor Derrick me enviou. Fui ordenado a sequestrar Liam e torturá-lo.

Ouvindo isso, os homens de Kukuri imediatamente puxaram suas facas.

Mas Kukuri os impediu.

— Esperem. O Senhor Liam nos ordenou a devolvê-lo ao dono. Se todos o fatiarmos, então ele não será mais reconhecível.

Enquanto começava a rir de modo sombrio, seus subordinados se juntaram também.

O homem que havia recuperado sua sanidade começou a suar frio.

Eles eram um grupo sinistro.

E que magia era aquela? Mesmo ele mesmo sendo um assassino, nunca havia visto magia assim em sua vida.

— Mas quem são vocês?

Kukuri levantou sua cabeça e o respondeu:

— Quem somos nós? Hmm… um clã que deveria ter sido destruído, ou devo dizer, um clã que voltou do passado? Bem, essa história não tem ligação nenhuma com você. Estaremos devolvendo você ao seu dono. Você será uma esplêndida decoração.

O enorme braço de Kukuri se estendeu ao homem.

— N-não, FIQUE LONGEEEE!

Kukuri sussurrou para o homem em berros:

— Você tentou colocar suas mãos no Senhor Liam. Essa única transgressão é o bastante para merecer a morte tanto sua quanto de seu mestre.

◇ ◇ ◇

— GYAAAAAAAAAA!!!!!

O dormitório estudantil no segundo edifício escolar.

Derrick acordou com os berros de seu servo e se levantou enquanto agarrava sua cabeça.

— Cale-se de uma vez. Minha cabeça está doendo por causa de uma ressaca. Por que está berran……

Quando olhou para o quarto, as pessoas que ele havia enviado para sequestrar Liam estavam lá.

Entretanto, eles tinham virado objetos indescritivelmente arrepiantes.

“–?!”

Era tão terrível que até mesmo Derrick não podia suportar olhá-los.

Ele não conseguia entender porque uma coisa dessas estava em seu quarto.

— L-livrem-se disso rápido!

Sua ressaca foi instantaneamente pelos ares e seu coração começou a bater mais rápido.

(Q-quando? Quando exatamente ele entrou no meu quarto?)

A segurança dos dormitórios estudantis era rigorosa.

Mesmo ele próprio realizando um plano para sequestrar e torturar Liam, a segurança ainda era muito apertada.

Ele até havia contratado alguns cavaleiros habilidosos para protegê-lo.

E mesmo assim, antes que qualquer um notasse, esse objeto criado em enorme mau gosto fora colocado em seu quarto — Derrick não pôde deixar de sentir o quão anormal essa situação era.

Os cavaleiros que entraram no quarto após ouvir o grito de Derrick estavam chocados, enquanto os servos que haviam entrado vomitavam.

— Senhor Derrick, estás bem?!

— E-eu pareço bem?! Alguém se infiltrou no meu quarto! M-mais importante que isso, se livrem logo disso!

— Não, nesse caso, deveríamos contatar os funcionários da escola fundamen…

— S-seu idiota! Essas são as pessoas que enviamos para sequestrar o Liam! Eles não deveriam estar na escola. Se isso escapar, vários problemas virão para mim.

Derrick sabia que estava em maus lençóis após considerar a situação.

Em primeiro lugar, a majestosa figura dos corpos exibidos no quarto dele — isso era sem dúvida obra de Liam.

Era uma mensagem que dizia: “Eu posso te matar quando eu quiser.”

Derrick agarrou sua cabeça.

(Maldição! A frota que eu reuni foi aniquilada, meus irmãos mais velhos estão me culpando pelo fracasso — e acima de tudo, eu perdi “aquilo”. Nesse ritmo, irei perder minha posição na família.)

A posição de Derrick na Família Berkley havia caído significativamente após sua frota ser destruída.

Ele havia até ganhado a ira de seus irmãos, nada estava indo como ele queria.

E mais importante era o fato de ele ter perdido “aquilo”.

Nesse ritmo, a família de Derrick o mataria.

— Maldição, MALDIÇÃO!!! Por que infernos ele tem uma classe fortaleza?!

Na região onde sua frota tinha sido enviada, um porta-naves de classe fortaleza estava os aguardando.

Ele não conseguia entender porque Liam empregaria um porta-naves, que era raro mesmo entre o exército imperial e alta nobreza, em um mero planeta pioneiro.

Se ele soubesse que havia uma nave monstruosa dessas lá, Derrick não teria sequer considerado atacar.

— Não, eu ainda tenho uma chance de livrar a cara. Preciso me livrar do Liam com minhas próprias mãos.

Derrick já estava em seu quarto ano de escola fundamental.

Liam era um segundanista.

Se não se livrasse dele antes de se graduar, seus irmãos começariam a se mover.

Quando isso acontecesse, não haveria mais desculpas.

— … É isso, o torneio. Se eu matar o Liam lá, minha posição será mantida. Ele definitivamente irá participar, se expondo aos perigos das partidas.

Era apenas um evento de escola fundamental, mas o perigo era obviamente natural para um evento envolvendo cavaleiros móveis.

…… Não se podia participar no torneio a menos que se estivesse preparado para a morte.

Ele esmagaria Liam durante tal evento.

Derrick usaria cada recurso em sua disposição para caçá-lo.

Assim ele se decidira.

◇ ◇ ◇

Recentemente, as coisas haviam estado muito barulhentas em minha volta.

Noite passada mesmo, um cachorro havia se perdido para dentro do dormitório.

Eu costumava ter um cachorro na minha vida passada, então espero que tenha sido devolvido ao seu dono sem problemas.

Como nota lateral, minha enorme escolta, Kukuri — o nome dele não é um pouco fofinho demais para a aparência que tem?

Eu o avaliava altamente porque ele entendia que eu tinha um ponto fraco com cachorros.

Assim como Marie, ele era uma das pessoas petrificadas que eu havia salvo do território do Barão Exner, fazendo-o um dos maiores ganhos que eu havia recebido por sair ajudando a acabar com piratas.

De qualquer modo, eu agora estava em meu segundo ano de escola fundamental.

O conteúdo das lições não era muito diferente do ano passado.

Eu estava cansado delas.

Então ao invés disso, estava ativamente pensando sobre como fazer a Rosetta ceder.

A fonte de seu título parecia estar em seu título como parte de uma famosa Casa Ducal.

Na realidade ela era pobre, mas seu status era verdadeiro.

Como Wallace dissera, aparentemente sua casa esteve sofrendo por milhares de anos por causa das ordens de um imperador passado.

Apesar disso, ela tinha um ar refinado.

Como possuidora do espírito de aço da Casa Cláudia que não permitia que se curvassem ao seu destino cruel… seria interessante fazê-la ceder.

— Mas não parece que será tão fácil.

Considerando como isso era uma questão de orgulho, isso não era um problema que eu pudesse resolver usando dinheiro.

Eu não achava que seria tão fácil assim destruir aquele forte olhar dela.

Mesmo se eu ostentasse meu status como Conde, ela não parecia se importar.

Ou melhor, isso não era apenas o natural para uma orgulhosa Senhorita?

— Vejamos, como posso derrubá-la?

Eu queria fazer uma dama arrogante se ajoelhar diante de mim enquanto eu pisava em sua cabeça.

Essa era a perfeita imagem de um Senhor Maligno.

Enquanto entrava na sala de aula, Wallace se aproximou de mim e me puxou de lado.

— Por que diabos você está tão feliz agora?

— Bem, estou me divertindo.

Eu estava aguardando ansiosamente para ter uma senhorita orgulhosa se render a mim.

— Eu seriamente não consigo te entender, Liam.

Ele era um cara normalmente tímido, mas acho que não estava mais com medo de segurar sua língua agora que eu não estava mais dando dinheiro para ele.

Também havia o incidente de ontem.

Nós estávamos apenas na metade do mês, mas ele não havia planejado seus gastos e já tinha usado toda sua mesada.

Esse cara sequer está ciente de que é meu subordinado?

Ele não estava só me tratando como uma carteira conveniente?

Eu queria que ele fosse pelo menos um pouquinho útil, mas até agora ele tem sido basicamente inútil.

— Ei Wallace.

— O que foi? Você vai aumentar minha mesada?

Eu segurei minha cabeça enquanto fazia minha pergunta:

— Eu quero saber como aumentar meu status. Preferivelmente um método que leve o menor tempo possível.

— Huh?

Wallace começou a ponderar minha questão com seus braços cruzados.

Então ele pareceu pensar em algo:

— O método mais rápido seria simplesmente comprar.

— Então eu posso comprar status do palácio? Quanto custa?

— Não importa quanto você ofereça, o palácio não venderia. Você precisa comprar de outra Casa Nobre.

Wallace começou a explicar que havia muitas casas que possuíam seus status apenas em nome.

Um exemplo sendo a antiga Casa Banfield.

A questão era, status não era uma coisa tão fácil de se obter.

Primeiramente, a casa precisa ter dinheiro o bastante para comprar tal status.

O chefe da casa comprada então passaria seu título para seu filho ou filha, que então se casaria com o comprador, assim dando-lhes o direito de herdá-lo.

Entretanto, havia uma pegadinha.

Casas em tais situações normalmente estavam enormemente endividadas.

— Se você puder resolver suas dívidas e outros problemas, então o Império reconheceria sua tomada de posse do status deles.

Eu comecei a rir enquanto ouvia isso:

— Então tendo dinheiro suficiente, se pode comprar status.

Eu estava afundado em pensamentos.

Ser um conde não me satisfazia.

Havia muitos níveis de nobreza, os dois mais altos que o meu sendo aqueles de marquês e duque.

E por um preço razoável, era possível comprar o status ducal de outra casa.

Eu tive uma ideia.

Se eu roubasse o status do qual ela tanto se orgulhava, não havia dúvidas de que seu orgulho se quebraria.

— Em outras palavras, se eu tomar uma Casa pobre sob minhas asas, pagar suas dívidas, e tomar sua filha como esposa, meu status vai crescer?

Wallace assentiu.

— Irá crescer, mas considerando seu status atual, suas opções são bastante limitadas. E também, apesar de ser um pouco especial, você realmente acha que pode assumir a dívida completa de outra Casa? Ao invés de gastar seu dinheiro nisso, aumenta minha mesa…

Calei a boca de Wallace com um peteleco em sua testa, e comeceii a formular meu plano.

Se eu simplesmente caminhasse para Rosetta e dissesse um “Me dê seu status”, então ela certamente me fitaria com olhos frios.

Sua atitude rebelde era boa, mas eu queria ver sua expressão partir-se em desespero.

Tendo a desesperadora realização de que o status de que tanto se orgulhava lhe fora roubado — que tipo de expressão ela faria?

Na minha vida passada… eu ainda conseguia me lembrar daqueles que riram do meu rosto desesperado.

Mas agora era minha vez de pisar nos outros e rir.

Me levantei.

— Precisa usar o banheiro?

Em resposta à pergunta de Wallace, sacudi minha cabeça.

Não, não se levante também. Por que infernos você quer ir junto para o banheiro?

E mesmo estando sentado um pouco afastado, Kurt começou a se levantar também.

Vocês realmente querem ir no banheiro com seus amigos tanto assim?

— Estou saindo porque preciso ligar para casa rapidinho.

Dentro da sala de aula.

Era possível se ver a figura de Rosetta sentada sozinha.

A sensação espinhosa que ela emanava que repelia seus arredores era boa.

Eu não odiava essas coisas.

Mesmo ela não sendo lá muito esperta ou atlética, ela ainda se esforçava ao máximo.

Ela tinha uma mentalidade de aço.

Rosetta… você realmente é maravilhosa.

◇ ◇ ◇

O palácio imperial.

Um relatório urgente veio de Serena.

— Alguma coisa aconteceu?

— … O Senhor Liam decidiu que quer ficar noivo da filha da Casa Cláudia. As negociações começarão em breve.

Quando Serena — a governanta — assim falou, o primeiro ministro arregalou seus olhos e sacudiu sua cabeça.

— Se eu não soubesse quem ele era então assumiria que é um idiota, mas não consigo deixar de sentir que estamos sendo aliviados de um fardo pesado.

O frio tratamento da Casa Cláudia fora algo decidido pelo Imperador regente de outrora.

Muitos aristocratas haviam sentido pena delas desde então.

Entretanto, não havia nada que pudessem fazer para ajudar.

A infame Casa Ducal Cláudia estava afogada em dívidas.

— Brian já começou as conversas com a Casa. Não estou certo se há algum motivo oculto por trás disso, mas se chegarem a uma decisão, o palácio ficará bem com isso?

— Não há razão nenhuma para recusá-los.

A Casa Cláudia, que esteve sofrendo por muito tempo, não parecia acreditar na Casa Banfield.

Mas não sabiam se algum dia teriam essa chance de novo.

Elas estavam fadadas a ceder eventualmente.

— Irei começar a falar com as pessoas do meu lado sobre isso.

— Você não vai parar isso?

— Não sabe da situação delas? Eu acho que a Casa Cláudia sofreu o bastante.

— Eu sei, mas…

— Atualmente os nobres virtuosos têm seus olhos na Casa Banfield. Existem rumores se espalhando de que estão prestes a entrar em conflito com a Família Berkley.

O primeiro ministro sorriu.

A Casa Cláudia era uma família difícil de se ajudar com muito pouca recompensa para o fazer.

Não se pode falar que “Estender uma mão amiga para uma casa dessas não tenha mérito para Liam”

“Liam havia salvo a Casa Cláudia que havia sido tratada friamente.”

Aqueles que ouvissem tal, entenderiam o quão nobre ele realmente era.

O primeiro ministro tinha altas expectativas de Liam, que iria seriamente se opôr à Família Berkley.

— Deixamos eles em paz por tempo demais, já é hora de nos livrarmos deles.

— Então o palácio reconhece essa união?

— Naturalmente. Mesmo não sendo o suficiente, esperançosamente isso absolve pelo menos um pouquinho da culpa do Império. E também, ter um poderoso Conde que apoia o Império ascender à posição de Duque é sempre algo bem-vindo. O atual Império está um pouco corrupto demais. Eu quero limpar essa imundície.

A governanta não pareceu convencida, mas aceitou a decisão do primeiro ministro.

— Então direi ao Senhor Liam que recebeu a permissão do palácio.

— Deixo isso em suas mãos.

Quando a chamada terminou, o primeiro ministro começou a rir:

— Conde… não, Duque, mal posso esperar para ver o seu futuro.


Brian (´ω・`): — Quando se leva uma proposta de casamento para outra casa é doloroso se ouvir “nós não seremos enganadas!”

Brian (´ω;`): — É doloroso ter nossa dívida aumentada de novo.


Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Delongas


Ei, se estiverem gostando do projeto e desejarem ajudar um pouco, vocês podem fazer isso acessando o link abaixo, solucionando o Captcha e aguardando dez segundos para ir à nossa página de agradecimentos.

Podem acessar por aqui.

Ou Aqui.


AnteriorPróximo

9 ideias sobre “LoMa – Volume 3 – Capítulo 6

  1. Lcdaniel

    Obrigado pelo capítulo, não acredito que o Liam vai casar, não queria ver ele montar um harém, mas tem personagens melhor que essa menina.

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta
  2. Gabriel Pesce

    Mano wtf como assim ele vai casar, sem duvida q a mina vai acabar se apaixonando por ele… Ou tentando matar. Mas acho q a primeira e mais provavel. Obrigado pelo cap

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta
  3. Gatts Berserker

    Cara, o Liam parece o Mr. Magoo, não enxerga nada, faz tudo errado, mas as coisas dão errado pq tem um “animal” que o fica ajudando. kkkkkkk

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s