LoMa – Volume 3 – Capítulo 10

AnteriorPróximo


Escrito por Mishima Yomu/Wai (三嶋 与夢)
Traduzido Originalmente ao Inglês por Kuroinfinity


O Caçador de Piratas e o Nobre Pirata

 

O hangar.

Quando a fuselagem de Rosetta foi trazida, Marie, que estava em aguardo, começou a dar instruções aos arredores.

— A filha da Casa Cláudia será a esposa legal do Senhor Liam. Tratem-na com máximo respeito para evitar que sua reputação seja manchada.

As empregadas assentiram e os cavaleiros enfileiraram-se em formação.

Os soldados apressadamente prepararam um carpete vermelho.

— Ei, cadê o médico?!

— Ela está esperando nos fundos!

— Uma muda de roupas! Alguém traga uma muda de roupas!

O hangar estava em frenesi.

Marie rugiu:

— Parem de farra, bando de idiotas!

Rosetta saiu da cabine de pilotagem da nave.

Ela foi rapidamente apoiada em ambos os lados por cavaleiras.

Ela parecia fraca, e seus olhos estavam vermelhos e inchados.

Os cavaleiros, soldados, e empregadas faziam fila, com os cavaleiros puxando suas espadas em boas-vindas.

Os soldados saudaram, e as empregadas a cumprimentaram com mesura.

Como esposa legal de Liam, ela era essencialmente a mestra de todos ali.

Marie ajoelhou-se na frente dela.

(Nunca pensei que me envolveria com a Casa Cláudia depois de tanto tempo.)

— Senhora Rosetta, estamos aqui para pegá-la, mas primeiros vamos lhe oferecer tratamento médico.

Rosetta estava em um estado de confusão.

Marie havia descoberto sobre sua situação familiar antecipadamente, então não estava em pânico.

Ela se levantou e sorriu.

— Não há necessidade nenhuma de ficar assustada. Todos aqui são servos do Senhor Liam. … Ei você aí, escolte a Dama Rosetta ao médico.

As cavaleiras apoiavam Rosetta enquanto a levavam aos fundos.

As empregadas seguiram a seguir, e quando desapareceram, os cavaleiros embainharam suas espadas.

— Vejamos, agora eu tenho que…

Enquanto Marie pensava sobre o que fazer a seguir, Kukuri apareceu das sombras.

— Marie, temos uma situação.

— Lido com isso depois. No momento estou ocupada com as ordens do Senhor LIam.

Ela tentou ignorá-lo, mas Kukuri não cedeu.

— É o Liam, ele está sendo atacado pela Família Berkley.

Uma veia azul apareceu na testa de Marie e seus olhos ficaram vermelhos.

Os cavaleiros em volta começaram a suar frio ante a sua figura intimidante.

— … o que foi que você disse?

— Parece que as pessoas encarregadas de supervisionar a Casa Cláudia decidiram que o Senhor Liam estava no caminho.

◇ ◇ ◇

No deserto local do torneio.

Dúzias de cavaleiros piratas me cercavam.

Entre eles, eu podia ver a nave do Derrick.

Parecia que ele havia preparado um novo modelo para si.

— LIAAAAAAAAM~! ESTAVA ESPERANDO POR IIIIIIISSO~!!!

Derrick tentou fazer-se parecer intimidante, mas era ele quem sempre fugia de mim na escola.

Eu só queria “me divertir” com ele, e mesmo assim ele sempre achava um jeito de escapar.

Sinceramente… ele não era capaz de aliviar meu tédio nem um pouco.

— Não tente fugir dessa vez.

— Seu bastardo, vou cumprimentá-lo por fingir ser durão nesta situação, mas não ache que irá morrer tão facilmente. Não há ajuda nenhuma vindo para você, eu já me certifiquei disso. E não sou só eu! As pessoas encarregadas de supervisionar a Casa Cláudia decidiram que você é um incômodo!

Eu não sabia do que ele estava falando, mas podia imaginar.

Eu tinha ouvido que havia oficiais delegados a supervisionar a Casa Cláudia, e se a Rosetta e eu nos casássemos, então eles ficariam sem trabalho.

Tenho certeza que causei problemas a eles ao ponto de ficarem dispostos a tomar ações bruscas como esta.

— Entendo. Acho que entendo… Isso é tudo?

— Huh?

O número de naves me cercando sequer chegava a cem.

— Estou te perguntando se trouxe o bastante. Eu fiz o Ávido ser renovado recentemente, mas não pude realmente testá-lo na partida anterior. Prepare um pouco mais.

— N-não me subestime! Peguem-no!

Os cavaleiros piratas dispararam contra mim ao comando do Derrick.

O desempenho deles parecia ser muito bom.

Eles pareciam modelos piratas, mas na verdade podem ser novos.

— Okay, com essa quantia eu posso testar as novas especificações do Ávido pelo menos um pouco.

Quando agarrei o manche e movi a nave, as máquinas em volta foram mandadas voando.

— Oh, isso não é realmente bem incrível?

Elogiei o Ávido por ser capaz de reproduzir o Lampejo-Único melhor que antes.

— Deveria dar algum elogio também para a Nias depois?

Ao mesmo tempo que considerava que recompensa deveria dar a ela, os piratas continuaram a se reunir.

Enquanto checava a condição do Ávido, não pude deixar de me impressionar com o quão suaves todos os seus movimentos eram enquanto lidava com meus oponentes. 

— Vocês está indo maravilhosamente bem Ávido! Vamos com tudo!

Eu estava feliz por ser capaz de testar o desempenho do Ávido contra os piratas do Derrick.

Eles pareciam um pouco mais crocantes que aqueles com quem eu estava acostumado a lidar.

Mas isso era tudo.

Então, enquanto eu continuava a massacrá-los, um deles tentou escapar.

— Bastardo, pra onde diabos você acha que tá indo?!

Após perseguir e empalar a nave fugitiva, o resto das máquinas congelou.

Até Derrick estava quieto.

— Bem, continuem. Me entretenham!

◇ ◇ ◇

Centenas de naves piratas tremiam enquanto assistiam o vídeo que lhes era enviado.

— …Mas que infernos é isso?!

Alguém murmurou.

— E-ele é o diabo.

A aparência alegre de Liam massacrando piratas parecia não ser nada diferente de uma existência demoníaca para eles.

Modelos novos estavam virando sucata consecutivamente.

O capitão berrou:

— E-estamos nos retirando! Se ficarmos num lugar desses, vamos virar parte da caçada dele!

O capitão, que havia decidido abandonar Derrick e escapar, foi impedido por um oficial.

— E quanto ao nosso acordo?! Vocês não iam nos ajudar a matar o Liam?!

— E como diabos a gente mata alguém como aquilo lá?!Vocês podem ir assassiná-lo se quiserem!

O oficial confuso proferiu:

— Foi porque nós falhamos em assassiná-lo que pedimos a ajuda de vocês!

Então de repente, múltiplas pessoas mascaradas ergueram-se das sombras.

Elas apareceram contorcendo-se, matando os piratas enquanto se materializavam das paredes.

— Mas que merda!?

A cabeça do capitão que exclamou foi esmagada pela mão enorme de Kukuri.

— Oh, que frágil. Os piratas de antigamente tinham ossos mais fortes. Pois bem… oficial, gostaria de perguntar uma coisa de você.

— Fiquem longe! E-eu sou um oficial imperial!

Kukuri e seus subordinados se reuniram em volta dele após matar os piratas em volta. 

— Então, você acabou de falar algo que não posso ignorar. O que você quis dizer quando falou “nós falhamos em assassiná-lo”? Quem são “nós”?

Um dos subordinados de Kukuri riu enquanto perfurava a coxa do oficial com uma faca.

— MINHA PERNA!!

Kukuri agarrou a cabeça do oficial em prantos.

— Oops, peço que perdoe o meu subordinado. Até eu fico perturbado com o quão sedentos de sangue eles podem ser. Agora de volta à questão, quem enviou a ordem?

Mesmo o oficial berrando, ajuda não vinha.

Olhando para o monitor, ele podia ver suas naves sendo atacadas pela frota da Casa Banfield.

— C-como vocês sabiam?

Kukuri começou a explicar ao oficial trêmulo:

— Oh, aquilo? Sempre soubemos. Quando contamos ao Senhor Liam sobre seus planos, fomos ordenados a permitir que enviassem os cavaleiros móveis porque ele achou que seria interessante. Eles pareciam mais ou menos perfeitos para o teste do Ávido renovado. Acredito que devessem ser modelos novos?

Eles foram “permitidos” a enviar as novas máquinas até o planeta de dentro nave pirata já infiltrada.

Se fugissem ou cancelassem seus planos, deveriam ser mortos… o único caminho restando a eles era enfrentar o Liam.

Olhando para o vídeo do local do torneio, a imagem do Liam brincando com todos os piratas que desciam sobre ele era exibida.

Os novos modelos de nave eram destruídos um após o outro e empilhados.

Era duvidoso se o Ávido sequer ainda pudesse ser considerado um cavaleiro móvel. Seu desempenho era tão diferente do normal que parecia algo completamente diferente.

Os novos modelos não tinham chance nenhuma.

— P-por favor, tenha misericórdia.

— Perdão~?

— Tenha misericórdia! Eu lhe direi tudo! Apenas me poupe, por favor!

Kukuri sorriu com as palavras do oficial, mas o sorriso não chegou aos seus olhos.

— Que pena~ O que eu falei antes foi mentira… nós não podemos perdoá-lo. Na verdade, já investigamos todas as informações importantes que você poderia possivelmente saber, então realmente nunca precisamos de você para início de conversa. Então, adeus.

Kukuri esmagou a cabeça do oficial.

◇ ◇ ◇

Dentro do hangar.

Os oficiais encarregados de supervisionar Rosetta estavam entrando em pânico.

— Ei, mas o que é que está acontecendo?!

— Os piratas não são fortes o bastante para matar o Liam!

— De qualquer modo, precisamos assegurar a Rosetta! Desde que a tenhamos como refém, então eles não serão capazes de nos tocar.

Enquanto estavam em discussão acalorada, repentinamente, puderam ouvir o estalar de saltos.

Click… Click… O leve som estranhamente chegava até seus ouvidos.

Foi então que notaram a mulher que apareceu perto deles.

— Q-quem diabos é você?!

Enquanto um deles gritava isso, sua cabeça foi mandada voando.

A mulher segurava uma espada em cada uma de suas mãos.

Elas se pareciam com facas de cozinha… mas aumentadas ao tamanho de espadas de verdade.

— Fico surpresa que a ordem tola daquele homem ainda esteja sendo obedecida depois de dois milênios. Ainda consigo me lembrar da cara que ele fez, rindo enquanto me petrificava.

Os oficiais não conseguiam entender do que é que a mulher estava falando.

Quando tentaram puxar suas armas, seus braços foram cortados.

— C-cadela, se acha que pode se safar com-…

Ele tentou dizer a ela que eram oficiais imperiais, mas ela falou que já sabia disso.

Após enfiar sua espada em um deles, ela agarrou a mandíbula do líder deles com sua mão livre… e a esmagou.

— GYAAAAAAAAAAAA!!!

— Não se incomode em falar. — Vocês morrem aqui. ……Vocês que são os subordinados do homem que causou meus dois milênios de sofrimento, eu posso dormir em paz sabendo que fui eu quem os matou.

A mulher que não escutava suas palavras parecia insana.

Um deles berrou:

— N-nós só estávamos seguindo as ordens do falecido imperador!

— Eu sei! E é por isso que vou matá-los!

O oficial perdeu sua vida após ser cortado verticalmente pela mulher.

O corte era belo e limpo.

— Em deferência à lealdade que mostraram ao seguir as ordens daquele tolo, enviarei todos vocês para qualquer que seja o inferno que ele está. Certifiquem-se de transmitir a ele minha mensagem… “Marie foi revivida.”

Os oficiais restantes começaram a tremer.

Eles sabiam da verdade do que acontecera dois mil anos antes.

— … Marie? A Marie dos Três Cavaleiros?!

A cabeça do oficial surpreso foi cortada, o espirro de sangue tingindo de vermelho a bochecha da mulher. 

— Estou tão feliz por servir o Senhor Liam. Sinto como se todos aqueles dois mil anos de sofrimento tenham sido por este momento. Isso deve ser destino.

Enquanto imersa em euforia, a mulher continuou seu massacre.

◇ ◇ ◇

Não há mais inimigo nenhum descendo do céu.

Os arredores estavam preenchidos com suas sucatas destruídas, a nave de Derrick sendo a única sobrevivente apesar de suas pernas tendo sido cortadas.

— T-tenha misericórdia! Eu farei qualquer coisa! Qualquer coisa!

Apesar de todas as ameaças que havia feito antes, o ataque dele me entediava.

Joguei o cavaleiro pirata que estava segurando para longe e pisei na nave do Derrick.

Ver o Derrick tentar tão desesperadamente escapar com apenas seus braços era realmente engraçado.

— Agora o que é que eu faço com você?

— E-eu nunca irei me opor a você de novo! Então por favor me poupe! Eu não quero morrer!

— Você não quer morrer? Então me diga, por que eu deveria deixar você viver?

Contrário às minhas expectativas, Derrick realmente começou a falar muito fluentemente.

— Eu lhe darei qualquer coisa! Seja dinheiro ou mulheres, eu lhe conseguirei tudo o que quiser! I-isso mesmo, que tal elixíres? Você quer esses também?

Ele tinha elixíres?

— … Eu quero.

— Eu tenho um dispositivo especial. Com ele, qualquer quantidade é possível. Se me poupar, eu posso preparar tantos deles quanto quiser!

Era ótimo ver Derrick implorar pela vida.

Mas eu não estava interessado na oferta dele.

Afinal, o guia vai me preparar tudo o que eu quiser.

Tal como a caixa alquímica ou a espada misteriosa, tudo o que eu quisesse caía naturalmente nas minhas mãos como se fadado.

Não havia necessidade nenhuma de depender dele.

Além do mais, elixires podiam sempre serem comprados com dinheiro.

— Hmm… Eu já tenho o suficiente, então vou tomar sua vida mesmo.

— E-espera, isso é diferente da nossa promessa!

— … Mas não lembro de fazer promessa nenhuma?

Na minha vida passada, fui enganado por coletores de dívida e fui deixado miserável. 

Eles também não mantinham suas promessas.

Então por que eu deveria!?

— Você realmente vai me matar?! Agora há pouco, você não estava pedindo por uma justificativa para me poupar?!

— Ah, eu menti. Não tenho motivo para te deixar vivo. Também seria problemático se você fosse revitalizado por um elixir, então vou me certificar de te matar cuidadosamente.

— F-FICA LOOOOOOOOOOOOOOOOONGE!!!

— É culpa sua por me fazer de inimigo.

Quando minhas espada perfurou a cabine de pilotagem do novo modelo, a voz de Derrick desapareceu.

Quando levantei a nave empalada na minha espada, as comunicações foram restauradas.

O momento foi perfeito, parece que tinham sido cortadas logo antes da minha zaragata.

Se essa batalha tivesse sido transmitida ao vivo, então eu definitivamente teria sido parado.

Pensando assim, não pude deixar de me sentir sortudo.

Um dos professores da escola fundamental começou a berrar com um rosto pálido:

— Alguém, chame uma equipe de resgate!

Eles pareciam estar confusos pela situação, mas não tinha jeito.

— Professor, já é tarde demais. Eles já estão mortos.

É uma regra bem conhecida que é necessário estar preparado para morrer quando se entra no torneio.

Não é responsabilidade minha se o Derrick morreu, e não estava com medo da retaliação de uma Casa provincial de Barões qualquer.

Balançando minha lâmina, joguei a nave do Derrick no chão.

Então a esmaguei sob o meu pé.

— Só valiam isso. Mesmo se peixes pequenos fizerem grupo, ainda são apenas peixes pequenos no final.

O professor parecia aturdido enquanto eu ria.

Meus arredores estavam preenchidos com destroços… inevitável já que tive que destruir centenas de naves.

Com isso, fiquei mais uma vez impressionado com o desempenho melhorado do Ávido.

Esse foi um bom teste.

Por isso apenas, ofereço minha gratidão ao Derrick.

◇ ◇ ◇

Na plateia.

Alguém perguntou:

— Quem pode lutar contra aquilo?

Esses eram os verdadeiros sentimentos da nobreza.

A Família Berkley era conhecida como Nobres Piratas.

Enquanto a Casa Banfield tinha ganhado seu poder através da caça de piratas.

Se os dois se enfrentassem, o resultado seria óbvio.

Em tal lugar quieto, os representantes dos arsenais estavam desesperadamente tentando conter suas risadas.

Mas Nias e seu grupo já havia se soltado:

— Foi desapontador eu não ter conseguido ver o novo modelo do Primeiro Arsenal ser destruído pelo Ávido, mas isso deve deixar clara a diferença entre nós.

Isso se aplicava a todos os arsenais, não só o primeiro. Todos os representantes estavam apressadamente tentando escapar dos assentos da plateia.

Wallace se virou para Nias:

— Todos os engenheiros e cientistas irão vê-la como uma ameaça. Você sabe o que fez? Você essencialmente declarou guerra a eles assim como o Liam fez com a família Berkley.

Kurt falou para Wallace, que estava prevendo os perigos por vir:

— Mas se eu conheço o Liam, ele vai abrir caminho para a vitória.

— Tem certeza?

— Mais importante, e quanto ao torneio?

Ao invés dos tempos sombrios à frente, Kurt parecia estar mais preocupado com o cancelamento do evento.

A escola havia julgado que era impossível continuar no estado atual.

Os ombros de Nias caíram.

— Não pode ser~! Eu queria ver mais da figura majestosa do Ávido!

Wallace estava espantado com como ela estava genuinamente desapontada por esse desenrolar.

— Para você dizer isso no meio desta atmosfera… Como imaginei, as pessoas envolvidas com o Liam são realmente estranhas.

Wallace sacudiu sua cabeça em exasperação.


Brian(´ω;`): — Dizendo que só pessoas estranhas se reúnem em volta do Senhor Liam… O ex-Príncipe Wallace não é alguém estranho também. Isso é… doloroso.


 

Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Delongas


Ei, se estiverem gostando do projeto e desejarem ajudar um pouco, vocês podem fazer isso acessando o link abaixo, solucionando o Captcha e aguardando dez segundos para ir à nossa página de agradecimentos.

Podem acessar por aqui.

Ou Aqui.


AnteriorPróximo

5 ideias sobre “LoMa – Volume 3 – Capítulo 10

  1. Thiago Morgado

    Senhores, nesse capitulo, temos a confirmação que a Marie é uma yandere?
    è engraçado que no começo parece que o Kukuri esta falando sobre a emboscada quando na verdade ele estava falando sobre como a casa Claudia foi pega como refém.Ainda mais engraçado é como se desenrolou a batalha contra as sombras do império que apoiavam a casa Claudia

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s