LoMa – Volume 2 – Capítulo 6

AnteriorPróximo


Obra escrita por Mishima Yomu/Wai (三嶋 与夢)
Traduzido Originalmente ao Inglês por Kuroinfinity


Administração Territorial

 

Alguns nobres tinham domínio sobre um planeta apenas.

Mas um planeta ainda tinha muitas coisas.

Havia muitos recursos, uma miríade de ambientes, e várias outras características.

Era a responsabilidade do Senhor regente conduzir um estudo detalhado dos planetas de seu território e administrar o domínio de acordo.

… Com isso em mente, o planeta rico em recursos regido pela Casa Razel se especializava no desenvolvimento de tecnologias de mineração e processamento de recursos.

— Então é por isso que a Casa Razel adotou “Arcologia”?

Mineração de recurso eventualmente leva a destruição ambiental, então a alta classe vivia em cidades ambientalmente controladas chamadas “arcologias”

Os lugares cuidados eram belos, mas todos os outros lugares pareciam ter sido reduzidos a descampados.

Durante a aula, minha mesa estava alinhada com as outras crianças que aprendiam os básicos de gestão de domínios.

Kurt fazia uma expressão perplexa.

Ele estava pensando em adotar esse método para espremer mais do seu povo?

Como imaginado, ele realmente tem as qualidades necessárias para ser um Senhor Maligno.

De acordo com a lição da aula de hoje, parecia que as pessoa governadas pelo visconde trabalhavam duro pela chance de poderem se mudar para uma arcologia.

Assim, o Senhor tinha a vantagem dos recursos humanos naturalmente se reunirem em torno de si mesmo se ele não fizesse nada.

Embora pelas perspectiva do povo, eles não tinham escolha.

Era realmente certo destruir o ambiente do seu planeta só por isso?

Na minha opinião, eu realmente não queria investir nessa empreitada.

Não era só a casa do meu povo, era a do Senhor também. Não é bom destruir o local onde você mora.

… O método da Casa Razel não era algo que podia ser adotado em casa.

Seu modo de administrar seu território podia ser chamado de sólido como ferro, mas como um Senhor, embora eles não fossem ruins, também não eram bons.

Embora houvesse potencial em seu uso de arcologias e seus tratamentos para com o povo, não havia muito.

Quando a aula finalmente terminou, Kurt se virou para mim:

— Liam, você não acha que isso é simplesmente horrível?

Ele era o tipo de senhor que espremia seu povo até o último minuto.

Eu mesmo ainda estava tentando descobrir onde a linha de demarcação do “último minuto”.

No meu caso, eu realmente não queria realmente me esforçar demais, então no momento em que via quaisquer “linhas”, eu parava.

— Nem todo mundo pensa a mesma coisa que você.

— É… isso é meio triste.

Se houvesse um pouco sequer a ser espremido, ele ficaria zangado.

— Se essa é sua opinião, deveria usar a aula de hoje como uma referência a ser usada quando estiver governando seu território.

— … é, farei isso.

Seu pai era um homem que havia acumulado conquistas o bastante para ser nomeado como nobre.

Assim, ele enviou seu filho à Casa Razel para aprender como administrar um território.

Um homem com a imagem ideal de um Senhor Maligno.

O pai de Kurt… nessa área o Barão era de grande sucesso.

Aceitando sinceramente as lições da Casa Razel, a resposta de Kurt mostrava muito potencial para o futuro.

Em primeiro lugar, ser chamado de “Senhor” era ótimo, mas em essência nós éramos o mesmo que piratas.

Nós reclamávamos territórios, controlaríamos seus residentes, e daríamos uma surra neles se necessário.

O fato de nos curvarmos ao imperador era a única razão de sermos chamados de nobres ao invés de piratas.

Mas em essência, éramos o mesmo.

O Visconde Razel não parecia entender nenhum pouco o seu território.

Bem, ainda estou grato a eles por me providenciarem um local onde posso criar amizades e conexões enquanto me ensinam coisas novas. 

Pessoalmente, eu também queria ter uma fundação sólida para a minha Casa, mas ao contrário deles, em todos os aspectos.

◇ ◇ ◇

Algumas crianças que tinham vindo à Casa Razel recebiam tratamento preferencial.

Entre elas, estava uma certa pessoa conhecida como Peter.

Em sua classe, Randolph pessoalmente ensinava como governar como um Senhor.

As crianças estavam escutando as lições de Randolph enquanto petiscavam bebidas e doces.

— A coisa mais importante sobre administração territorial é equilíbrio.

Randolph explicava a importância do equilíbrio, e dava um exemplo.

— Algumas vezes é importante tomar ação contra malfeitores. Há até mesmo alguns nobres estúpidos por aí que ativamente tentam destruir todos os piratas, mas a maioria dos piratas são apenas antigos civis quando investiga suas origens. Em outras palavras, eles são pessoas que se voltaram à pirataria para descarregar suas insatisfações.

Havia apenas algumas crianças que recebiam tratamento preferencial.

A maioria delas parecia convencida após ouvir a lição de Randolph.

— O dever de um Senhor não é estar em conflito com piratas, mas se possível, ganhar controle sobre eles.

Peter abriu sua boca:

— Eu entendo… na minha casa as coisas são assim também.

Randolph começou a sorrir:

— Isso é levemente surpreendente, mas agora tenho certeza que nossas casas podem criar uma forte relação no futuro. De qualquer modo, vamos olhar agora para algumas coisas que precisam tomar cuidado para evitar prejuízos.

Seria incômodo se os piratas atacassem naves mercantes vindo para estimular sua economia.

Mas se eles disserem que apenas pediram taxas a eles, diga a eles que permitirá que o façam em troca de uma parte dos lucros.

— É de máxima importância criar um relacionamento mutuamente benéfico com eles.

Sob a tutela de Randolph, as crianças eram desencaminhadas.

◇ ◇ ◇

A Câmara de Comércio Henfrey tinha recebido um relatório.

Era um pedido de empréstimo da Casa Peetak.

Thomas segurava sua cabeça enquanto lutava para pensar em uma resposta:

— … mais importante, como é que uma Casa dessas sequer pôde considerar pedir um empréstimo?

Ele sabia que outras casas tentariam tirar vantagem deles, mas a falta de vergonha dessa casa em particular era estonteante.

De modo simples, eles eram exatamente como a Casa Banfield antes do nascimento de Liam.

Eles estavam cheios de dívidas e seu território era desolado.

E ainda pior que a antiga Casa Banfield era o exército particular da Casa Peetak.

Ao invés de um exército, eles eram mais como piratas.

Se Thomas recusasse o empréstimo, o formulário de aplicação continha insinuações de que usariam força contra eles.

Infelizmente, sua recente viagem ao território do Visconde lhes revelara que seria melhor não se associar com tal casa. Então eles realmente não podiam pedir ajuda a eles.

Preocupado, um de seus subordinados perguntou:

— Por que não dependemos da Casa do Conde Banfield?

Ouvindo essa opinião, Thomas sacudiu sua cabeça.

— Se arrastarmos eles para isso, podemos acabar começando uma guerra. Além do mais, a Casa Razel onde o Senhor Liam atualmente está residindo também está recebendo o herdeiro da família Peetak.

Se eles arrastassem Liam para isso irrefletidamente e fizessem besteira… estaria tudo acabado.

Indisposto a realizar tal decisão, Thomas decidiu aceitar o pedido de empréstimo.

— É óbvio que eles nunca irão nos pagar.

Em tal situação, se eles não emprestassem o dinheiro agora, então certamente eles atrapalhariam os negócios no futuro.

Liam atualmente estava treinando.

Mesmo se fosse retornar em alguns anos, ele partiria novamente logo depois para estudar na capital imperial.

Ele podia até mesmo ficar fora por décadas.

— … nós aguentaremos por enquanto. Apenas espero que o Senhor Liam não seja maculado por valores desvirtuados enquanto está com o visconde.

A Casa Razel que tinha uma conexão com a Casa Peetak trazia muitas preocupações.

As coisas que traziam ansiedade a Thomas tinham aumentado.

◇ ◇ ◇

O distrito do entretenimento localizado no território do visconde Razel.

Dentro de um lugar chamado de cassino negro.

A figura de uma criança nobre estava lá junto a uma multidão de piratas que parecia se reunir no local.

Havia até alguns cavaleiros ali. Era um cassino ilegal que operava em segredo.

Em tal lugar, Peter jogava cartas.

Jogando suas cartas abaixo.

— Perdi de novo.

Um homem de terno se aproximou de Peter.

— Senhor Peter, como está indo hoje?

Peter bebia álcool enquanto segurava a mulher que se sentava à sua esquerda pelos ombros.

— Falido e triste. Por alguma razão eu continuo perdendo.

— É verdade que a sua dívida cresceu bastante. O que acha de resolver todas as dívidas de uma vez só com um simples favor?

— Hmm~ O que me impede de pedir ao visconde para resolvê-las?

— O fato que fazer isso danificaria a reputação do Senhor Peter. Com isso dito… eu gostaria de lhe perguntar algo.

Peter aceitou resolver sua dívida em troca de alguma informação.

Ele não havia pensado muito.

— O que você quer saber?

— Eu quero informação sobre o Conde Banfield.

Após receber os dados da imagem, Peter olhou para a foto do rosto de Liam flutuando no ar e cerrou seus olhos.

— Hmm~ Não conheço esse cara.

— Ouvi que ele também estava treinando na Casa Razel, você realmente não o conhece?

— Há realmente muitas crianças aos cuidados da residência do visconde. Se não estiverem recebendo tratamento preferencial como eu, então provavelmente são apenas algum nobre de terceira classe sem prospecto nenhum.

Ouvindo isso, o homem de terno começou a rir um pouco.

— Senhor Peter, se puder nos dar alguns detalhes a mais, então estaremos disposto a oferecê-lo nosso serviço especial.

Quando o homem de terno estalou seus dedos, uma variedade de belas mulheres começou a se reunir em volta de Peter.

Peter abriu seus braços e começou a rir.

— Podem deixar comigo. Se tudo o que querem é informação sobre aquela criança, então direi tudo!

— Tenho altas expectativas de você, Senhor Peter.

O homem de terno sorriu de modo sombrio.

◇ ◇ ◇

Fui levado a uma loja de petisco perto dos subúrbios.

Lá, duas mulheres, uma delas idosa e outra de meia-idade, vendiam alguns bens caseiros.

Diante do cavaleiro chefe que cantava enka no karaokê, comecei a reclamar.

— Quando eles nos disseram que iriam nos levar para algum lugar, pensei que iriam nos levar para algum lugar mais chamativo.

Kurt pareceu perturbado pelo meu comentário.

— Liam, você está sendo rude.

Mas era assim que eu me sentia.

A idosa começou a rir.

— Está tudo bem nossa humilde loja geralmente não é o bastante para satisfazer grandes nobres como vós.

Ela falou isso, mas os petiscos que ela trouxe não eram absolutamente deliciosos?

A mulher de meia-idade pareceu levemente espantada ao me ver engolindo eles gananciosamente.

— Crianças jovens realmente comem bastante.

— Bem… é porque é gostoso.

Enquanto fazíamos mais alguns pedidos, o cavaleiro balançava seu punho enquanto cantava.

Continuei a conversar com o Kurt enquanto levemente espantado.

Os outros seniores e juniores também estavam se divertindo.

— Não acha que há lugares melhores para nos divertimos? Isso aqui é chato.

Como o distrito do entretenimento, ou outros lugares que davam aquele tipo de sensação.

Sabendo o que eu queria dizer, Kurt começo a corar:

— N-não sei o que fazer mesmo que me pergunte.

— Bem, geralmente não é considerado como importante fazer essas coisas? Comer, dormir, trepar. Para seres humanos, não é saudável ficar sem uma dessas.

— Não, algo aí está errado.

Atender as três grandes necessidades era importante.

Eu não gosto de ignorar o óbvio em face aos meus belos ideais.

Na minha vida passada, eu tinha tentando viver seriamente.

Eu só tinha experiências de ir nesses tipos de estabelecimentos quando o meu chefe me levava.

Embora eu não fizesse nada porque valorizava minha família. Olhando para o passado, não consigo deixar de pensar que fui muito idiota.

Teria sido bom relaxar um pouco mais.

Como um ser vivo, era natural ter desejos.

E era o trabalho do Senhor preparar uma área para essas coisas serem saciadas.

Eu gostava de negócios que envolviam tais desejos.

Porque eles podem fazer dinheiro muito facilmente.

Ouvindo a conversa entre Kurt e eu, a idosa pareceu impressionada.

— Vocês são jovens, mas parece que já sabem o que é importante. Há muitas estórias no mundo que não podem ser resolvidas com belos ideais. Mesmo se disser que um homem é alguém sujo por ir lá, acredito que todos os seres humanos já são criaturas sujas independentemente de sexo.

Essa senhora realmente entendia o meu ponto:

— Gostei de você. Garantirei uma boa gorjeta depois disso.

— Não preciso. Apenas peça mais comida, garoto. Você precisa crescer um pouco.

Kurt pareceu um pouco deprimido.

— Qual o problema?

— Não é nada, apenas não consigo deixar de pensar sobre o quão incompetente eu sou.

Kurt, que pensava unicamente em métodos de espremer o seu povo, parecia ter notado o potencial financeiro de negócios que atendiam os desejos humanos.

… Acho que ele está crescendo.

Soltar os desejos do seu povo moderadamente para que eles não acumulem estresse.

Uma coisa dessas era importante.

Entretanto, Kurt ainda parecia um pouco inocente demais sobre essas coisas:

— Ei, você já fez?

—… bfft?!

Kurt começou a tossir diante da minha pergunta.

Bem, mesmo que eu saiba que pode ser um pouco impróprio perguntar, mas somos dois caras aqui.

— D-do que é que você está falando, Liam?! Nós deveríamos estar procurando por nossas parceiras de casamento no momento. Ninguém nos levará a sério se não agirmos sinceramente!

— Sinceramente… huh?

Essa era a palavra que eu menos confiava neste universo.

Quando eu tentei viver sinceramente, tudo o que me aguardou foi uma vida cruel.

— Q-qual o problema disso?! É bom viver sinceramente, e de qualquer modo, isso não é justo, Liam.

— Como assim?

Esse cara, ele realmente é tão inocente assim?

Senhores Malignos deveriam saber bastante sobre mulheres. Bem, mas acho que ele é do tipo intelectual que prioriza espremer tanto quanto possível do seu povo.

Ele é diferente do Senhor Maligno orientado a desejos que eu sou.

Kurt perguntou como se tivesse desistido:

— L-liam… Isso significa que você… tem experiência com mulheres?

Huh? É claro que eu… espera um pouco, a mulher mais próxima com quem interagi nesta vida foi a Amagi.

Eu ainda não coloquei as mãos em nenhum mulher de verdade nesta vida.

— … Não tenho.

— Ei! Mesmo você falando de modo tão condescendente, na verdade está no mesmo nível que eu, Liam!

As pessoas em volta começaram a murmurar “Virgem?” “Ele é virgem.” “Espera, achei que ele não fosse… eles não são, aquilo?” em sussurros e tons apressados.

Estão errados! Eu posso não ter colocado minhas mãos em nenhuma mulher de verdade nesta vida, mas na realidade sou experiente!

— Vocês não podem calar logo a boca?! Eu entendo! Ei Kurt, quer ir no distrito do entretenimento depois disso?

— Eh?! Não, isso é meio…

Ao Kurt, cuja voz continuava ficando mais e mais miúda, comecei a rir:

— Vamos simplesmente nos livrar disso aqui para que não tenhamos problema nenhum no futuro. Nenhum de nós se enfiará em problemas desde que fiquemos quietos.

— N-não, mas…

O rosto de kurt corou de vermelho, provavelmente devido ao que quer que estivesse imaginando.

Vamos logo acabar com isso.

Enquanto pensava isso, o cavaleiro chefe que tinha terminado sua canção se sentou ao nosso lado.

— Vocês dois deveriam se conter por enquanto.

— Eu sou um nobre, não posso me divertir quando quiser?

O cavaleiro pareceu um pouco perturbado enquanto se explicava:

— Considerando sua posição, precisa se certificar de não entrar em um lugar ruim. Se pegar uma DST, as coisas ficarão mais difíceis para você.

— A maioria não pode ser tratada co…

— Se é assim que você pensa, então é um idiota! Há muitas DSTs que não podem ser tratadas com medicina moderna. As doenças estão constantemente evoluindo, então o que pode ter sido capaz de curá-las antes pode não ter efeito nenhum agora.

Ele nos disse que na verdade estava tendo um surto de DSTs no território do visconde no momento.

Vírus pareciam evoluir bastante não importando em que universo se estivesse.

A recente epidemia de doenças venéreas era do tipo que fazia sua masculinidade explodir. Era esse tipo de DST.

A princípio, incharia e ficaria maior.

A maioria dos homens ficariam satisfeitos com isso, mas depois de alguns meses, ele se tornaria vermelho, e então preto, e então… explodiria.

Realmente explodiria.

Além do mais, mesmo após o tratamento, não parecia ser possível regenerar.

Era o tipo de doenças que precisava de um elixir para ser curada.

A pior parte disso era que mulheres não pareciam mostrar sintomas, então era impossível discernir à primeira vista.

Era uma DST que destruía apenas homens.

Ao invés de doença, isso já não era uma maldição?

— … Kurt, vamos pra casa.

— … é.

Nossas mentes não eram fortes o bastante para continuarmos fazendo farra depois de ouvir uma coisa dessas.


Brian(´ω;`): Estou aliviado por não haver risco nenhum da masculinidade do Senhor Liam explodir. A Casa Banfield estaria acabada se isso acontecesse.

Amagi( ゜д) : — Ao invés disso, você não deveria estar mais preocupado com a falta de interesse dele em mulheres de carne e osso?


Nota:

1. Enka (演歌) é um gênero musical japonês popular, considerado como parecido com música japonesa tradicional estilisticamente.


Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Delongas


Ei, se estiverem gostando do projeto e desejarem ajudar um pouco, vocês podem fazer isso acessando o link abaixo, solucionando o Captcha e aguardando dez segundos para ir à nossa página de agradecimentos.

Podem acessar por aqui.


AnteriorPróximo

9 ideias sobre “LoMa – Volume 2 – Capítulo 6

  1. Gatts Berserker

    Impressão minha, ou o Liam despeja toda sua lascívia na Amagi? Parece que além de empregada ela é um brinquedinho sexual dele, pelo menos ficou subentendido aqui.

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s