LoMa – Volume 2 – Capítulo 14

AnteriorPróximo


Escrito por Mishima Yomu/Wai (三嶋 与夢)
Traduzido Originalmente ao Inglês por Kuroinfinity


Barão Razel

 

Uma Casa nobre havia sido rebaixada.

Seus satélites-recursos tinham sido confiscados pelo império, e toda a sua credibilidade como nobres fora perdida.

A Casa do Visconde… não, do Barão Razel foi considerada como um lugar inadequado para treinamento.

— …… Como isso aconteceu?

Quando a Casa Banfield foi atacada por piratas, eles foram suspeitados de não enviar auxílio propositalmente.

Sua única salvação fora que Liam havia massacrado completamente os atacantes.

Os piratas restantes no território então se tornaram facilmente capazes de serem lidados por Randolph.

Ainda mais do que eles haviam imaginado, o império foi com tudo com sua investigação do incidente… o que eventualmente levou à atual situação. 

A razão de não esmagarem completamente a casa foi porque seria problemático se o império repentinamente tivesse que governar seu território.

Além disso, eles já estavam sendo punidos à sua própria maneira.

A Casa Peetak com quem estavam afiliados quase confirmadamente iria entrar em colapso, com dívidas enormes que carregavam sendo empurradas para eles.

A razão para isso repousava na mulher que havia sido oferecida em casamento, Katerina.

Se Peter morresse, era mais que provável que Katerina se tornasse a próxima chefe da casa.

Era possível eles simplesmente abandonarem tudo e fugir, mas então seriam desprezados por todos entre os parentes da casa Peetak por sua destruição.

Eles seriam vistos com olhares frios dali em diante dentro da sociedade aristocrata do Império.

Não importava o que fizessem, Randolph não conseguia ver um futuro brilhante lhes aguardando.

Por outro lado…

— Todos os comerciantes fugiram.

Os mercadores que tinham ouvido as notícias haviam os abandonado.

Todos os mercadores com quem tinham conexões de repente começaram a dar-lhes as costas após serem rebaixados. Em primeiro lugar, a relação deles não era a melhor por causa de sua relação com os piratas, então todos rapidamente aproveitaram a chance para pular do navio.

Todos os subordinados mais espertos também partiram em busca de um novo Senhor para servir também.

Todos que restaram foram os inflexíveis.

Entre eles estavam os cavaleiros encarregados de ensinar o Liam.

— O que deu errado… onde foi que erramos?

Randolph estava entrando em desespero… e o guia o assistia.

Ele estava bem na frente dele, mas Randolph não parecia notar nada.

— Você me desapontou Randolph, mas graças ao seu desespero, estou me sentindo um pouco melhor agora. Eu definitivamente me vingarei de Liam usando o poder que você me deu.

Randolph, Peter e alguns outros… seus infortúnios tinham trazido uma pequena parcela de poder de volta para o guia.

Mas ainda não era o bastante para fazer o Liam infeliz.

O guia entrou em pensamento profundo:

— Se as coisas forem ficar assim, então vamos simplesmente revelar tudo para o Liam.

Os sentimentos de gratidão de Liam ainda estavam sendo transmitidos para ele mesmo a essa distância enorme.

Sem os sentimentos negativos de Randolph ou Peter, as coisas estariam perigosas para ele.

…… Se as coisas tivessem dado errado, então ele poderia simplesmente ter sido esvaído de poder e desaparecido.

O guia queria que eles houvessem caído em um desespero ainda mais profundo.

Ele realmente pensava assim.

— Com suas emoções negativas me empoderando, definitivamente enviarei o Liam para um inferno em vida.

Enquanto o guia desaparecia, Randolph levantou seu rosto.

A mudança em sua expressão era pequena… mas emanava uma leve sensação refrescada.

Isso provavelmente era porque o guia havia absorvido suas emoções negativas.

— Eu preciso trabalhar duro. Se as coisas estão assim, então só preciso começar tudo de novo. Primeiro, vamos entrar em contato com o meu filho, e então ligarei para Katerina depois.

Ele precisava garantir que haveria um futuro para seus filhos.

Mesmo sem a ajuda de ninguém, Randolph iria erguê-los de novo.

◇ ◇ ◇

Peter, cujo minipeter havia explodido, tinha uma expressão carrancuda em seu rosto.

Katerina estava ao seu lado.

Deitado em sua cama, Peter começou a rir de modo vazio.

— Este grande eu foi… não, eu fui um tolo. ¹

— Você finalmente percebeu?

Katerina estava espantada.

— Você pode ir para casa, Katerina. Você agora pode desfazer nosso noivado. Eu testemunharei que não tivemos um relacionamento físico, e garantir que você não sofra por isso.

Em resposta a Peter, que havia sido abandonado por todos, Katerina começou a sacudir sua cabeça.

— Nada vai mudar mesmo se eu partir. Meu pai me mandou voltar, mas eu não irei. Se eu te deixar sozinho, sua casa será destruída.

— … Katerina, eu sinto muito. Eu realmente sinto muito.

— Está tudo bem.

Katerina tinha uma expressão frustrada em seu rosto.

Mesmo assim, ela estava seriamente pensando em meios de ajudar a administrar a Casa Peetak.

— Se a Casa Peetak se recuperar mesmo que apenas um pouco, então é certo que alguém irá aparecer para tomar a posição de chefe. Quando isso acontecer, vamos jogar tudo isso ao vento e nos aposentarmos.

— Tá bom, farei o que puder.

Peter era igual ao Liam.

Ele havia crescido sem conhecer o amor dos pais.

Após o abandonarem, seus pais haviam fugido para a cidade imperial quando ele era jovem.

Peter estava feliz por ter alguém com quem pudesse contar pela primeira vez em sua vida.

 

◇ ◇ ◇

 

A capital imperial.

Após se graduar da universidade, Tia atualmente estava recebendo treinamento para se tornar uma oficial.

O período de treino se estendia por dois anos, durante os quais, os treinandos seriam forçados a realizar vários trabalhos mistos.

Entretanto, aqueles esperados a ascender no futuro foram designados a departamentos apropriados onde receberiam tratamento preferencial.

Tia era uma dessas pessoas.

Quando ela entrou no escritório governamental de terno, ela pôde ver o herdeiro da Casa Razel em roupas de trabalho.

Ele estava sendo repreendido pelos seus superiores.

— Ei novato! Por acaso dizer a mesma coisa repetidamente é tudo o que você consegue fazer?!

— Me desculpa, me desculpa mesmo.

— Você não está interessado neste tipo de trabalho?!

— Isso não é… verdade.

— O que foi? Exceto por aqueles no departamento estrela, todos vocês herdeiros de casas nobres são inúteis. Se continuar assim por mais dois anos, você realmente acha que estará pronto para a sua posição.

— Não, eu definitivamente não estaria.

— Até pessoas como você não têm permissão de escapar disso. Para os seus dois anos de treinamento, você estará limpando banheiros.

Sua cabeça estava abaixada, e suas mãos cerradas.

A Casa Razel havia sido rebaixada, e como resultado seu filho não foi colocado no departamento estrela.

Ao invés disso, ele estava silenciosamente realizando trabalhos de zeladoria.

Aquele departamento não era um lugar para onde herdeiros de casas nobres eram normalmente delegados.

Mesmo assim, ele estava trabalhando seriamente.

( … bem, mesmo se eu não disser nada, espero que ele faça seu melhor.)

Se ela falasse alguma coisa aqui, significaria que ela havia perdoado a Casa Razel que havia maltratado Liam, mas a figura séria que o cara emanava fazia até mesmo a Tia sentir uma leve simpatia.

(Vejamos, dois anos de treinamento, então mais quatro anos de prática… e então a academia militar? Entre a universidade e a academia, me pergunto qual o Senhor Liam irá escolher.)

Por isso, ela decidiu que precisava mudar.

Tia estava trabalhando duro pelo futuro do Liam.

◇ ◇ ◇

Havia uma forte reação contra o Senhor.

Nos últimos anos eu estive lutando contra os tolos rebeldes que estiveram chorando por seus direitos e liberdades.

Mas seus direitos e liberdades eram meus!

Eles não tinham liberdade nenhuma, ou direitos!

— Por que eles estão tão determinados a ter o corte de cabelo que quiserem?!

Eu bato na mesa do meu escritório enquanto fazia planos para enviar militares para vários lugares.

Felizmente para eles, eram apenas desfiles de propaganda onde eles caminhariam exibindo os penteados que eu considerava apropriados.

Entretanto, os soldados não estavam motivados.

Alguns deles até estavam dizendo que “Aquele penteado era bom.”

Não venham com essa pra cima de mim!

Eu nunca aceitarei um penteado desses!

Não me importo quantos anos isso possa levar! Irei forçá-los a usar os penteados que eu quero ao invés daquele estúpido corte tornado!

— O território realmente é pacífico.

Eu fiquei atônito com o comentário da Amagi.

— Como pode ser?! As pessoas estão se revoltando contra mim!

Quando falei para as emissores “Ei, isso não está banido?”, eles me responderam com “Não existe lei nenhuma para regular penteados.”

Mas de que lado é que eles deveriam estar?! Eu era o suserano aqui!

Só podem estar de brincadeira comigo!

Quando tentei criar leis à força, os oficiais me disseram que “Isso é um pouco demais.”

Então eles começaram a dar um sermão à mim, dizendo que decidir que penteados prestavam e quais não era uma empreitada inútil para gastar meu tempo.

Eu sabia disso… eu sabia disso, mas…!

Essas pessoas, por que vocês se importam tanto com seus penteados?!

Por acaso era aquilo?! Isso era a retaliação deles pelo aumento nos impostos?! Tinha que ser isso!

— Mais importante, parece que a quarta equipe chegou no planeta pioneiro sem problemas. O desenvolvimento parece estar indo melhor que o esperado. O aumento de impostos feito pelo mestre parece ter gerado enormes contribuições para esse resultado.

— O problema dos penteados é mais importante! Eu odeio aquilo! Pessoas com penteados tornado estão aparecendo em todo lugar!

Antes de eu me matricular na escola fundamental, eu definitivamente iria pôr um fim naquele penteado.

◇ ◇ ◇

A governanta estava dando um relatório para o primeiro ministro:

— … e essa é a situação. Tudo parece estar calmo, exceto pelas demonstrações militares.

— Eu entendo tanto a dor dele que até eu me sinto ferido com isso.

Após ouvir sobre a atual situação do Liam, o primeiro ministro se solidarizou.

— De qualquer modo, a hora dele se matricular na escola fundamental está chegando.

— Como um Conde, ele não deve ter problema nenhum, mas ouvi que tem havido muitas crianças problemáticas se matriculando esses dias.

Escolas fundamentais tinham seus problemas.

O primeiro ministro tinha altas esperanças para Liam, que era como uma luz brilhante em meio a crescente corrupção do império.

— A propósito, ouvi que ele comprou uma classe fortaleza do sétimo arsenal. Parece que ele está aumentando suas forças, existe alguma razão?

A governanta respondeu:

— Estamos usando ela como uma base defensiva temporária para as regiões desbravadas. Levará vários anos para preparar uma base completa, então a estamos utilizando deste modo até lá.

— Entendo. Então essa é a razão? Imaginei que seria algo assim.

◇ ◇ ◇

As crianças nobres aos cuidados da residência do Liam.

Apesar de estarem vivendo na mansão, estavam sendo tratadas estritamente como servos durante seus três anos de treinamento.

Elas estavam sendo educadas, mas o que aconteceria com aquelas que não avançariam para a escola fundamental como o Liam?

…… A resposta era simples.

Elas continuariam a passar tempo no território do Liam.

Universidades estavam sendo construídas, então elas ficariam para estudar na escola de sua escolha.

Duas garotas que já tinham passado três anos na mansão estavam caminhando em volta a extensão da universidade.

— Uau~ O Conde realmente é generoso. Ele até cobriu nossas mensalidades e custos de vida.

Suas taxas de ensino tinham sido isentadas.

Bolsas até mesmo tinham sido dadas a elas, mas se não fosse o bastante, elas começariam a trabalhar de meio período ou pediriam por mais para seus pais.

— Nós também não seríamos capazes de nos divertirmos tanto assim em casa.

Em seus territórios, não havia nenhuma universidade construída.

Em comparação às suas áreas circundantes, o território de Liam era excepcionalmente desenvolvido.

A razão dos Senhores menores deixarem seus filhos estudarem fora era porque queriam que eles aprendessem com o território já completamente estabelecido do Liam.

— Eu realmente não quero voltar para casa~.

Uma das garotas então virou-se para sorrir à sua amiga em lamento:

— Então vocês só precisam se casar com um local e se mudarem para cá.

A garota em lamento fitou sua amiga:

— Isso parece bom~ Eu quero continuar relaxando aqui por pelo menos uma década.

— Não desista! Tenho certeza que encontrarão alguém entre os Cavaleiros que gostarão.

As garotas pareciam estar se divertindo.

O mesmo poderia ser dito sobre os homens.

Todos eles continuaram seus estudos na universidade enquanto experimentavam vidas cheias de amor e juventude.

◇ ◇ ◇

—- MALDIÇÃAAAAAAOO!!!

Eu estava furioso por estar prestes a entrar na escola fundamental.

A razão sendo…

Pegando uma revista de moda, o penteado na capa havia evoluído ainda mais ao invés de desaparecer. Eu estava ficando sem tempo.

Brian comentou sobre isso:

— Senhor Liam, se criar uma lei ruim, é apenas natural encontrar oposição.

— Eu esmagarei completamente!

Eu não achava que eles iriam tão longe para me deixar zangado.

Me pergunto se essa era a retaliação deles em resposta por eu ter feito a Amagi elevar seus impostos até o limite.

Se esse fosse o caso… não, de qualquer jeito seria necessário que eu deixasse eles saberem quem estava no topo aqui.

— Tem certeza que não quer simplesmente desistir?

— Como se eu fosse desistir! Eu farei eles se arrependerem do dia em que se rebelaram contra mim — aquele no controle!

— Mas as pessoas ainda parecem estar se divertindo.

— Então eu definitivamente não posso perdoá-los!

Eu podia fazer o que quisesse com o meu povo, mas o contrário definitivamente era intolerável.

Eu terei que usar a corrupção que instalei como um Senhor maligno para isso.

— Se é assim que vai ser, então enviarei os cavaleiros e forçarei todos eles a corta…

Enquanto eu falava, não pude deixar de notar que Brian parecia um pouco estranho.

Ele não estava se movendo nem um pouco, como se o tempo houvesse parado.

Essa sensação… sim, eu sabia o que isso era.

Quando olhei em volta, encontrei um guia levemente cansado, assim como antes.

Ele estava sentando em sua maleta com suas pernas cruzadas.

Uma cartola profundamente desgastada em sua cabeça ao ponto onde eu não podia ver o seus olhos.

Entretanto, o sorriso como uma lua crescente em seu rosto era claro.

— Há quanto tempo, Liam.

— É você…

O guia abriu suas mãos.

— Eu realmente queria te ver, mas não consegui me encontrar com você até hoje.

Eu queria oferecer algumas palavras de gratidão para o guia que parecia estar feliz:

— Na verdade eu também queria te ver. Eu precisava para poder agrade…

O guia levou seu indicador à boca em um gesto para que eu ficasse calado.

— Deixe-me falar primeiro, Liam. Eu tenho muito que desejo falar.

Após se levantar, o guia começou a falar para mim em um tom de voz leve:

— Você não achou que era estranho?

— O quê?

— Várias coisas, mas se eu devesse escolher um assunto recente, seria a Casa Razel. Liam, você nunca se perguntou por que foi tratado de tal modo lá?

— Na verdade nã…

— VOCÊ DEVERIA!

O guia que repentinamente começou a berrar se desculpou, dizendo que tinha sido “rude da parte dele”, antes de continuar.

— Liam, na realidade era você quem deveria ter recebido o tratamento do Peter. Era sua chance de se encontrar com a filha da Casa Razel e criar uma conexão com uma Casa poderosa. Era para ser algo em torno disso.

— … Tá brincando comigo?

Enquanto eu arregalava meus olhos em surpresa, o guia abriu suas mãos e começou a rir:

— Então por que o Peter pegou tudo que deveria ser para você? Foi porque havia alguém se movendo por detrás das cortinas.

— Por detrás das cortinas?

— …… Eu.

O guia em reverência me dirigiu um sorriso enquanto levantava os olhos.

— Foi sempre eu.

Enquanto eu começava a pensar sobre a verdade que me foi revelada:

— F-foi tudo…

— Não foi o Peter quem tomou tudo de você! Você perdeu tudo por causa de mim! Essa é a verdade Liam! Você estava sendo enganado.

…… por causa dele.


Brian(; ・`ω´): — O… o quê?!


Notas:

  1.  O Peter esteve se referindo a si como “oresama”(俺様) esse tempo todo, a tradutora pro inglês não tinha usado pq achou que “este grande eu” era simplesmente vergonhoso de se usar em inglês. E só trouxe de volta aqui porque tinha relação direta com o que é dito a seguir, onde ele começa a se referir a si mesmo normalmente.
    Mas eu mesmo não tenho problemas em usar isso, então talvez eu retorne aos capítulos anteriores para mudar as falas do Peter sem peter.

Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Delongas


Ei, se estiverem gostando do projeto e desejarem ajudar um pouco, vocês podem fazer isso acessando o link abaixo, solucionando o Captcha e aguardando dez segundos para ir à nossa página de agradecimentos.

Podem acessar por aqui.


AnteriorPróximo

7 ideias sobre “LoMa – Volume 2 – Capítulo 14

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s