LoMa – Volume 1 – Capítulo 7

AnteriorPróximo


Escrito por Mishima Yomu/Wai (三嶋 与夢)

Mercador Maligno

 

Mercadores Echigoya¹ são a fonte de todo o mal…

Todos não são familiarizados com essa frase?

Quando dita, o que vinha à mente era a imagem de Echigoya no passado.

Eles eram um grupo extremamente irritante com sua própria história.

Deixando isso de lado, eu precisava de um.

Antes que eu possa realmente me tornar um Senhor Maligno, eu preciso de minha própria “Echigoya”.

Então permita-me apresentar meu fornecedor.

O rechonchudo homem barbudo que tinha a aparência de um mercador maligno sentado na minha frente chamava-se [Thomas Henfrey.]

Após eu continuar a manutenção e desenvolvimento do meu território, ele se aproximou de mim pretendendo realizar negócios.

Ele era um mercador que lidava com bens entre planetas.

A princípio, eu não achava que havia uma necessidade real de mercadores viajantes nesta época de viagens espaciais, mas permita-me explicar o porquê de eu estar errado.

Eles voavam entre planetas, não só aqueles dentro do império, mas também aqueles em outros países estelares para comprar e vender bens.

Eles compravam os recursos e bens exclusivamente encontrados em planetas distantes, e os vendia no meu território.

O oposto também era válido, mas esse homem era diferente dos outros que realizavam negócios no meu território.

Ele era o mercador exclusivo da minha Casa.

Em outras palavras, ele era um mercador muito importante para o meu território e para a Família Banfield.

Enquanto nos sentávamos juntos na sala de visitas, eu perguntei ao Thomas:

— Você trouxe os doces amarelos que eu gosto?

Após esfregar seu suor, Thomas me apresentou uma caixa cheia até o limite com barras de ouro.

— É claro que trouxe, por favor aprecie-as, meu Senhor.

Enquanto eu as pegava, o peso pesado em minhas mãos trouxe um sorriso ao meu rosto.

— Mercadores Echigoya realmente são a fonte de todo o mal!

— Não milorde, meu grupo se chama “Câmara de Comércio Henfrey”, já lhe disse isso múltiplas vezes.

Enquanto nossos cumprimentos de sempre chegavam ao fim, eu sentia que ele realmente era um mercador maligno digno de mim.

Eu precisava de mercadores corruptos como Thomas ao meu lado.

Após receber o suborno, comecei escutar seu pedido.

— Então, do que você precisa?

— Estou planejando uma empreitada em certos espaço perigoso, e quero que me empreste sua frota.

Ele queria que eu emprestasse minha forças militares para ele como guardas.

Eu me perguntava que conspiração maligna ele havia engendrado que necessitasse de forças militares para terminar.

Tendo dito isso, acho que posso permitir tal, desde que seja lucrativo.

— Está indo para um lugar perigoso?

— O destino em si não é perigoso, mas há muitas bases piratas na rota até lá. Têm havido vários relatórios de mercadores sendo atacados todo dia.

Piratas espaciais eram irritantes.

Eles também tinham alguns parafusos soltos.

Alguns deles haviam coletado várias armas com o tempo, alguns eram desertores do exército, e alguns eram ladrões que haviam fugido após roubarem tecnologia militar.

Às vezes eles até arrumavam trabalho como mercenários devido às suas abundantes experiências de batalha.

Eles eram bastante irritantes.

Após virar meus olhos para Amagi, que estava atrás de mim, pude sentir que ela sabia o que eu queria dizer.

— Caso seja apenas por três meses, então seremos capazes de preparar cem naves imediatamente. Se precisa de mais que isso, então algumas preparações precisarão ser feitas primeiro.

Eu sorri e me virei de volta para Thomas.

— Ou assim ela diz, está tudo bem, Thomas?

Thomas pareceu aliviado, e ofereceu um sorriso significativo enquanto parecia um pouco embaraçado.

— Uau, eu não sei como posso te compensar — não, me certificarei de preparar mais doces amarelos para você na próxima vez.

— Mas é claro, porém, mais importante… conseguiremos algum lucro?

Se ele hesitasse aqui, então não faria sentido nenhum oferecer minhas forças para ele.

— Inquestionavelmente!

— Isso é ótimo! Amagi, comece as preparações imediatamente.

— Entendido.

Faça seu melhor para me fazer dinheiro, meu Echigoya —, não minha Câmara de Comércio Henfrey.

◇ ◇ ◇

O largo navio de transporte usado pelo Thomas estava ancorado no espaçoporto.

Após entrar em órbita do elevador espacial, Thomas estava passando pela passagem em zero gravidade para abordar seu navio.

Ele estava cercado por subordinados e guarda-costas enquanto carregava sua bagagem.

Um de seus homens abriu sua boca enquanto olhava para o planeta ao longe.

— O território da Casa Banfield realmente se desenvolveu bastante recentemente. Aquele jovem realmente é incrível para ser capaz de fazer tanto na sua idade.

Enquanto Thomas fazia negócios, ele sempre parecia parar pelo território da Casa Banfield em particular.

Não era tão incrível assim honestamente, mas definitivamente era um planeta com um nível de crescimento exponencial em décadas recentes.

— Ele é um pouco diferente dos aristocratas que vi até agora. Ele é um pouco estranho, mas é um bom Senhor.

Thomas pensava que o garoto que sempre pedia por “doces amarelos” era um governante bastante virtuoso.

Aqueles em volta não negavam sua declaração.

Apesar dos homens parecerem um pouco confusos.

— Mas por que ele pediria por ouro? Não é um recurso particularmente escasso no território dele, é?

Thomas também estava desconcertado por isso.

— Também me pergunto isso, por que ouro? Bem, está tudo bem, tentei dar mithril e gemas mágicas antes, mas ele pareceu insatisfeito. Ouro realmente é o que deixa ele mais feliz.

— Talvez ele não saiba.

A razão pela qual Liam sempre pedia ouro era por ele considerar ouro como valioso e caro.

Mas por que ouro era valioso? Isso porque na Terra havia apenas uma quantidade limitada.

Neste universo ele ainda era caro, mas havia até planetas dourados onde ele podia ser achado em largas quantidades, então recursos e metais mais preciosos que ouro existiam por aí.

Mithril é um exemplo clássico disso.

Era um tipo de prata que carregava poder sagrado, era considerado como muito mais valioso e precioso que mero ouro.

— Não, ele é só uma pessoa modesta.

Para receber subornos tão pequenos em troca da enorme quantidade de benefícios que vinham em ser o mercador exclusivo da Casa Banfield.

Ele sentiu lágrimas vindo aos seus olhos com o pensamento.

Após saírem da passagem, eles finalmente chegaram na nave.

— Ele realmente está tentando o seu melhor.

Thomas virou os olhos para o espaçoporto.

O porto recém construído estava bem equipado com as instalações mais recentes, era um grande benefício para mercadores.

— Ouvi que ele está investindo a maior parte dos impostos que recebe, e isso parece ser verdade. É incrível o quanto ele realizou enquanto ainda tão jovem. Se a Casa Banfield não estivesse tão endividada, o quão incrível esse lugar seria agora?

Enquanto Thomas terminava de sussurrar essas palavras, ele virou seus olhos de volta para seus homens.

— Essa transação é mais perigosa que as nossas de sempre, mas é essencial para a Casa Banfield. Vamos ganhar bastante dinheiro e contribuir para o Conde como os mercadores que somos.

Esse acordo realmente era importante para os Banfield, mas Thomas não estava fazendo isso pela casa em si.

Thomas estava indo tão longe porque queria ajudar o Liam.

… Ele não era realmente um mercador maligno.

◇ ◇ ◇

É difícil prever como será o futuro.

Na infância da minha vida passada, eu sonhava sobre carros voadores no futuro distante conforme a tecnologia se desenvolvesse.

Mas após crescer, meu senso comum me deixou saber que carros voadores não eram algo que eu deveria esperar que se tornasse realidade.

Mesmo eu vivendo agora em um império intergalático, a vista dos arranha-céus que podiam ser vistas de um hotel de luxo não eram tão diferentes assim da minha vida anterior.

Na verdade, estava se desenvolvendo além da cidade grande onde morei antes.

Mesmo havendo muitos arranha-céus, não parecia ser tumultuado.

Sem mencionar a rica natureza que estava em nossa volta, havia muitas terras subdesenvolvidas.

— Meu território mal se desenvolveu…

Enquanto eu reclamava, Amagi, que estava sentada por perto, me corrigiu:

— Mestre, em comparação à quando você assumiu, o território cresceu muito significantemente. Na verdade tem se desenvolvido em uma taxa que a maioria das pessoas duvidaria ser verdade se vissem os dados.

— Mas esses são apenas números, e não foi isso o que eu quis dizer. Estava falando sobre algo diferente, sobre o quão terrível é o senso de moda do meu povo.

Eu tentei caminhar pela área antes, e fiquei completamente chocado pelo que vi.

As pessoas tinham começado a gastar mais dinheiro recentemente.

Então era natural que eu fosse ser capaz de ver garotas bonitas fazendo compras, não é?

Mas isso era completamente errado.

Entenda, na minha encarnação atual, eu me encontrei gostando de garotas com um senso de moda mais modesto.

Mesmo eu procurando por uma garota que passasse uma sensação mais certinha, todas estão vestidas como gyarus² ou lolitas góticas! Não consigo ficar atraído por elas porque não são do meu tipo.

— Nós não tivemos progresso nenhum nisso.

— Pode ser bom introduzir cursos de moda. Podemos usar a premissa de “isso é algo que atendo os gostos do Senhor.”

Em primeiro lugar, cultura de moda é diferente de planeta para planeta.

Eles podem ter o ponto comum chamado “O Império” por trás, mas ainda eram todos diferentes.

Alguns planetas promoviam meus ideais, mas havia muito mais cuja cultura de moda simplesmente parecia estranha aos meus olhos.

— E como é que eu deveria mudar isso? Devo começar trazendo designers de moda e começar a investir em campos estéticos? Nada vai acontecer se eu apenas deixar isso em paz.

Apesar das tendências em moda casual, nas praias do meu território os trajes de banho prevalecentes eram os tipos semelhantes a maiôs de corpo inteiro.

Como se eu fosse deixar essa situação estúpida livre! De jeito nenhum que admitirei governar um lugar desses.

— Vamos trazer algumas modelos e celebridades! Se as pessoas olharem para alguém bonita, certamente serão influenciadas!

Amagi fazia uma expressão levemente perplexa enquanto eu começava a falar sobre os vários planos que eu tinha em mente.

Essa empregada androide era bastante expressiva.

— Infelizmente, ainda estamos afundados em dívidas. A renda dos impostos têm aumentado com o desenvolvimento, mas em troca, as quantias para os pagamentos também têm aumentado.

A dívida massiva possuída pela Casa Banfield.

Eu não podia fazer muitas das coisas que tinha vontade por causa disso.

Uma espaçonave voava pelos céus quando me virei na direção da janela.

Quando foi que me acostumei com vistas futuristas assim?

Certamente, as coisas têm evoluído lentamente desde que assumi o controle aos cinco anos, mas não podia deixar de me sentir levemente solitário com a vista.

◇ ◇ ◇

A porta para outra dimensão se abriu.

Quando o guia retornou para o universo e confirmou as condições presentes, ele quase xingou.

— … Nesse ritmo ele não vai fazer nada.

O guia tinha pensado que Liam já estaria se banqueteando atualmente, mas ele não havia colocado suas mãos em nenhuma mulher ou bebido uma única gota de álcool.

Liam não havia bebido álcool devido a sua idade física.

Ele também evitava mulheres por causa de seu trauma passado, e devido ao fato de que nenhuma delas era do seu agrado.

Então antes que percebesse, ele estava simplesmente trabalhando normalmente como um bom Senhor.

— Isso é desapontador. Eu pensei que isso poderia acontecer, mas ainda me sinto levemente traído. Por que você está sendo um Senhor tão virtuoso quando estava almejando se tornar um dos malignos?

E também, ele estava vivendo uma vida regrada com poucos luxos e ainda tinha o senso econômico de sua vida passada.

Para piorar, Liam estava relativamente satisfeito com sua vida atual.

Uma parte de sua mente estava até mesmo enviando subconscientemente sentimentos de gratidão para o guia.

E ainda pior que isso era a popularidade de Liam entre a população, e a gratidão que emitiam para ele.

Tudo isso era repugnante para o guia.

Dores de barriga, dores de cabeça, náusea e tonteiras — o guia podia suportar tudo isso, mas ainda preferia evitar se possível

A gratidão de Liam não era particularmente ruim.

Porque eventualmente, o guia iria jogá-lo ao mais profundo dos poços de desespero e mostrar-lhe o inferno.

Tendo dito isso, o guia não podia permitir que as coisas continuassem a progredir do jeito que estavam.

Se a situação fosse ignorada, então a vida de Liam terminaria com ele sendo lembrado como um grande governante.

— Isso é desapontador. Eu ficaria feliz se tudo isso fosse apenas na superfície, apenas uma mentira.

As pessoas criariam ressentimento contra o tirano Liam.

Os soldados se revoltariam.

As belas garotas que ele tivesse reunido tentariam matá-lo — o guia queria ver cenas assim.

Entretanto, as pessoas o consideravam em altíssima estima tanto como uma boa pessoa e como governante graças ao seu estilo de vida humilde e valores de sua encarnação passada.

Os soldados eram leais e aceitariam fazer qualquer coisa “se fosse pelo bem do Senhor”.

E por último, não havia nenhuma mulher em volta dele. Era impossível manipular relações humanas para estimular seus traumas passados.

Ele realmente estava planejando se tornar um Senhor Maligno?

O guia havia tido o bastante, era hora de jogar fora o desapontador Liam.

— Pelo menos, vamos queimar o território que ele trabalhou tão duro para construir. Vejamos… Ah! Há alguns piratas espaciais convenientes por aqui.

Fumaça negra começou a ser emitida do guia irritado, enquanto ele se fundia aos seus arredores.

Ele começou a declarar de modo abominável:

— Pelo menos me traga algum entretenimento no final de tudo, Liam. Até lá, aproveite a vista que criou.

◇ ◇ ◇

Em um planeta muito, muito distante do território Banfield.

Múltiplos mísseis estavam acertando o planeta, criando uma grande explosão após a outra.

A superfície tinha sido queimada a cinzas.

Por trás de tudo isso estava um único pirata que ria em sua insanidade enquanto o mundo literalmente queimava na sua frente.

Comandante de uma frota pirata de mais de 30.000 naves, o pirata conhecido como [Goaz]. Ele era um homem de aparência selvagem, com uma barba condizente e uma cicatriz em sua cabeça.

Ele era um gigante de músculos inchados.

A boca de Goaz estava curvada em um amplo sorriso.

Ele bebia da garrafa que segurava em sua mão esquerda enquanto assistia o momento onde uma quantidade incontável de vidas desaparecia.

— São sempre em momentos assim que a birra tem gosto melhor, não é!?

Os piratas que temiam Goaz riam em afirmação.

Embora um deles tenha espremido uma questão:

— Chefe, a gente realmente precisava ter ido tão longe?

Em resposta, Goaz colocou sua mão anormalmente larga na cabeça do pirata inquisitivo.

Alguns piratas nos arredores desviaram seus olhos, outros assistiam com expressões que diziam: “mas que idiota”.

— Quem permitiu que você me desse sua opinião? Não atrapalhe minha diversão.

— Espera! Chefe, por f…!

A cabeça do subordinado foi esmagada no agarro de Goaz instantaneamente.

Sua mão foi lavada por alguns dos outros capangas imediatamente depois.

Enquanto os homens começavam a remover o corpo e a limpar, Goaz continuava a assistir o planeta que ele havia acabado de destruir no monitor da nave.

Havia uma caixa dourada cuidadosamente apertada em sua limpa mão direita.

Ele geralmente mantinha a caixa de padrão único e brasão em sua pessoa a todo momento.

Geralmente, ele apenas a carregava em um coldre especial.

Ele esfregava a caixa repetidamente, como se estivesse prestes a desaparecer do nada.

— Dessa vez também foi um trabalho fácil.

Um após o outro, ele havia dizimado planetas e tomado muitas vidas.

Esse homem era um verdadeiro vilão.

Goaz individualmente era particularmente infame, tendo enormes recompensas colocadas sobre sua cabeça.

Se alguém conseguisse de algum modo derrotar Goaz e seus piratas, então ganhariam uma quantia de dinheiro impossível de ser gasta mesmo se apenas fosse um inútil por uma vida inteira.

Ele era a própria definição de perigoso.

Um dos suboficiais de Goaz o chamou:

— Fizemos uma fortuna dessa vez também. Então, o que irá fazer com aquela dama agora? Já achou uma substituta, agora que ela está prestes a quebrar?

Goaz sorriu.

Os dentes naquele sorriso eram amarelos e imundos.

— Verdade, eu brinquei com ela por bastante tempo, então espero que consiga achar alguns brinquedos novos logo.

O suboficial sorriu de volta.

— Como alguém que virou brinquedo do chefe, é incrível que ela tenha conseguido manter seu ego tanto tempo assim. De qualquer jeito, devo mapear nosso próximo destino?

Imediatamente após Goaz começar a ponderar essa questão, fumaça negra começou a circular em volta dele.

Foi só por um instante, caso alguém piscasse não poderia ter visto.

— Não, espera.

— Chefe?

— Parando para pensar, tem um território que se tornou próspero recentemente. Acho que é governado por um pirralho chamado Banfield? Ouvi que ele é um governante virtuoso, algum tipo de Senhor esforçado em um planeta remoto.

O suboficial recordou os rumores.

— É, ouvi bastante isso ultimamente, então nossa próxima presa é o território Banfield?

Goaz não temia nobre nenhum.

Afinal de contas, Goaz tinha uma quantidade imensa de recursos.

— O divertido é quebrar pessoas que valem a pena serem quebradas, e faz um tempo desde que fui atrás de qualquer um que pudesse acabar com o meu tédio.

O suboficial respondeu:

— Então está confirmado, nossa próxima presa é o pirralho Banfield.

Goaz lambeu seus lábios.

— Vou me esforçar bastante pra quebrar aquele pirralho.


Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Delongas


Ei, se estiverem gostando do projeto e desejarem ajudar um pouco, vocês podem fazer isso acessando o link abaixo, solucionando o Captcha e aguardando dez segundos para ir à nossa página de agradecimentos.

Podem acessar por aqui.


AnteriorPróximo


Notas do tradutor para ing.:

1. Echigoya (越後屋)  é uma cadeia de lojas de departamentos internacional com sede em Tóquio, Japão, embora estejam sob um novo nome agora: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mitsukoshi

 

2. Estilo Gyaru é uma descrição tanto de homens, mas em sua maioria de mulheres que seguem muitos tipos de modas de rua japonesas, originando-se nos anos 70. É algo… muito ímpar, vocês pode procurar por conta própria.

 

3. Lolita (ロリータ・ファッション) é uma subcultura de moda no japão que é enormemente influenciada pelas roupas e estilos infantis vitorianos e eduardianos. Pense como uma velha boneca gótica, mas uma pessoa está vestindo as roupas ao invés de um brinquedo.


 Notas Daqui:

Sobre Echigoya, vocês também devem ter notado, a fama de Echigoya não é lá das melhores, mas ainda assim é uma fama e ela é frequentemente referenciada em outras obras, como Death March por exemplo, e acredito que em em Tsuki Ga Michibiku também.

3 ideias sobre “LoMa – Volume 1 – Capítulo 7

  1. Fernando Carrijo

    eu achei bastante interessante essa ideia do próprio guia querer ferrar o prota em vez de tentar ficando forçando a historia desnecessariamente

    Curtido por 1 pessoa

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s