LoMa – Volume 1 – Capítulo 10

AnteriorPróximo


Escrito por Mishima Yomu/Wai (三嶋 与夢)
Traduzido Originalmente ao Inglês por Kuroinfinity


O Sucessor/Fundador da Escola do Lampejo Único.

 

— Eu sou invencível!

Dentro da cabine de pilotagem do Ávido.

Eu agarrava os controles e não conseguia parar de rir.

É isso! É disso que estou falando!

Subjugar meus inimigos com poder esmagador.

Meus oponentes sendo piratas.

Eu me sentia intoxicado com poder por matar todas essas pessoas que pareciam se sobrepor com os coletores de dívida da minha vida passada.

Não estando do lado daqueles que têm suas posses tomadas, eu finalmente estava do lado daqueles tomando dos outros.

Meu coração estava preenchido.

Inimigos começaram a se amontoar na direção do Ávido, que era maior que cavaleiros normais e cortava piratas um após o outro.

— Vocês estão me irritando!!!

Enquanto berrava isso, inumeráveis círculos mágicos se manifestavam em volta do Ávido.

As armas que eu havia armazenado na magia espacial antecipadamente começaram a se materializar.

Mísseis teleguiados foram disparados concomitantemente dos módulos de mísseis, rastreando os atacantes. Alguns dos inimigos amontoados fugiram, mas logo foram pegos e morreram nas explosões resultantes.

Depois disso, vários cavaleiros apareceram da fumaça das explosões.

Seus movimentos eram diferentes das outras naves.

— Cavaleiros piratas?

Pessoas que eram originalmente Cavaleiros, mas que haviam caído à pirataria e crime eram chamados de cavaleiros piratas.

A maioria dos piratas eram só bandidos e valentões, então cavaleiros piratas eram uma força muito valiosa para piratas.

Os escudos montados nos ombros de Ávido repeliam raios inimigos e seus lasers.

Eles criavam um campo de energia que envolvia a armação, então aqueles ataques nunca haviam me alcançado.

Mesmo se disparassem projéteis físicos como balas, a armadura do Ávido era firme o bastante para aguentar.

— Não estou nem usando trapaça nenhuma! … Uau.

Armas brancas por outro lado… Comecei a realizar manobras evasivas contra os cavaleiros piratas que haviam trocado suas armas para espadas e outras armas brancas, esquivando-me deles enquanto vinham, um após o outro.

Mesmo o incrível Ávido seria danificado pelo balançar de um cavaleiro se fosse atingido.

Então os evitei porque parecia que eu estava danificando um carro novo.

Sabe, eu não gosto de arranhar coisas que acabei de comprar.

Enquanto me mantinha esquivando os oponentes, joguei fora minha bazuca e comecei a atirar neles com um rifle.

— Vocês podem ser melhores que piratas normais, mas ainda não são nada!

Enquanto Ávido passava pelos cavaleiros piratas em aproximação, eles repentinamente foram partidos em dois.

— Boa resposta.

Os cavaleiros piratas atacantes eram cortados imediatamente após atacarem.

Corte ascendente, descendente, reverso, contragolpe, só por sacudir minha espada um pouco, meus inimigos eram repentinamente cortados em pedaços e explodiam.

Um deles de algum modo recebeu meu ataque com sua lâmina.

Ao invés de atacar de novo, aceitei seu desafio de força contra o Ávido.

A voz da outra parte chegava até mim através das linhas agora que havíamos feito contato.

— Seu, o que raios você acabou de fazer!? Que escola é essa!?

Muitos Cavaleiros eram treinados em escolas marciais específicas.

Aprender artes marciais é a fundação para todos os Cavaleiros.

Entretanto, o oponente estava confuso e não conseguia reconhecer minha escola.

Entre os cavaleiros piratas, ele era o que tinha os melhores movimentos.

Eu também estava um pouco interessado nele e respondi.

— É a escola do lampejo único, fundada pelo mestre da espada Yasushi. Reconhece?

— Nunca ouvi o nome dessa escola, nem de um mestre de espada que atende por esse nome! Deve ser algum estilo de espada lixo e sem-nome!

Minha raiva disparou então joguei fora meu rifle e esmaguei a cabeça do cavaleiro pirata com minha mão esquerda.

— Tu diz que pertenço a uma escola sem-nome? Então esmagarei você e expandirei o nome do Lampejo-Único!

Após destruir o que restava do inimigo com meu braços esquerdo, manobrei Ávido na direção de uma nave pirata próxima.

Os propulsores cuspiam fogo como raios de luz lançados rumo ao acelerante Ávido.

Persisti através da chuva de armas óticas, e abri caminho em esmague através da nave pirata, diretamente quebrando sua armadura e casco.

Após danificá-la tanto assim, a nave detonou em uma explosão ardente atrás de mim.

◇ ◇ ◇

Goaz assistia enquanto o cavaleiro negro emergia ileso de uma nave de batalha explodindo.

— M-mas que raios é aquele cara?! Quem está pilotando aquele cavaleiro!?

Ele estava certo que tinha que ser algum Cavaleiro bem conhecido e famoso.

A princípio ele pensou que fosse apenas uma armação larga e desatualizada, mas seus cavaleiros piratas estavam sendo mortos sem sequer serem capazes de colocarem um dedo nele.

Goaz estava ficando impaciente e podia sentir suor frio começar a aparecer.

— Quem é ele?

O ajudante exclamou em surpresa após ouvir o relatório do de seu subordinado:

— É o líder deles! O Senhor da Casa Banfield está pilotando aquele cavaleiro! É Liam Sera Banfield em pessoa!

— O quê!?

Goaz sacudiu de raiva quando escutou o relatório.

— Impossível! Como é possível que os guarda-costas de ponta que contratei estarem perdendo para uma única criança!? Os cavaleiros móveis que dei a eles também não foram baratos!

Cavaleiros piratas de ponta que cobravam preços exponenciais por seus serviços.

Até mesmo os cavaleiros móveis dados a eles eram aeronaves roubadas do império e compradas no mercado negro.

Suas aparências podiam ter mudado, mas ainda eram melhores que as naves normais usadas por piratas comuns. Era inacreditável que um único cavaleiro pudesse enfrentar todas de frente.

— … não, isso é uma chance, o general deles está nas linhas de frente! Idiota, só um tolo pularia no meio de um exército sozinho. Cerquem-no e acabem com ele!

Goaz via seus homens em uma luz vã.

Piratas não podiam ser confiados por ninguém, nem mesmo por outros piratas.

Ainda mais quando tantos deles já haviam sido mortos.

Quanto mais eles pensassem que provavelmente não conseguiriam vencer, mas provavelmente o trairiam, então ele tinha que acabar com isso rapidamente.

Observando a cena exibida no monitor de sua cadeira, Goaz observou a vista de um batalhão de piratas enxameando rumo a um único cavaleiro, de acordo com suas instruções.

Mas…

— Não pode ser!

Goaz não podia acreditar em seus olhos.

Os piratas avançando em bando rumo a Liam foram todos partidos em dois em um instante.

Eles instantaneamente começaram a explodir com a própria ação de se aproximar de Liam.

Até mesmo naves piratas eram divididas como se isso fosse algum tipo de pesadelo horrível.

(Isso não pode ser real! Como pode um cavaleiro ser tão forte!? O que é isso? Mas que infernos é aquele cara?!)

Ele não conseguia acreditar.

Se as coisas continuassem assim, então Liam estaria em uma rota de colisão direta com a espaçonave almirante de Goaz.

Enquanto atravessava outra nave pirata, naves aliadas começaram a atirar imprudentemente no cavaleiro negro, errando completamente seus alvos enquanto se acertavam.

— Idiotas! Parem com isso imediatamente! Deixem os cavaleiros móveis lutarem com ele!

Os piratas estavam com medo do solitário Liam.

Mas seus inimigos não eram apenas ele.

O assistente começou a berrar:

— Chefe! Forças inimigas chegando!

Os inimigos que desesperadamente tentavam alcançar Liam estavam em uma formação de cone.

Eles passaram pelos piratas que já estavam começando a entrar em pânico.

Os piratas estavam confusos devido ao inesperado alto nível de habilidade dos atacantes, e sua falta de hesitação.

Goaz esmagou seu punho do braço da cadeira.

— Inúteis, todos eles!

Ele tinha uma multidão de piratas sob seu comando, mas eles eram todos rufiões destreinados.

Se as coisas sequer parecessem um pouco perigosas, suas linhas desmoronariam facilmente.

Goaz atiçava seu cérebro.

(O atual fluxo da batalha não pode continuar. Nesse ritmo nós iremos perder, e então não terei escolha senão fugir para me salvar. Não achei que eles seriam tão fortes assim.)

Havia muitos benefícios em ser o chefe de uma enorme frota de piratas, mas inversamente, também era muito problemático ter apenas valentões e criminosos o seguindo.

Goaz chamou seu assistente e começou a sussurrar.

— Nós vamos fugir, chame quem quer que você ache de confiança. Todos os outros são descartáveis.

O assistente ficou surpreso a princípio, mas logo ofereceu um olhar de compreensão.

— Entendido.

A nave almirante de Goaz começou a recuar, suas naves escolta circunjacentes seguindo de perto.

(Depois que escaparmos, vou começar a enviar assassinos para o pirralho. Ainda posso ganhar isso, eu tenho uma quantidade ilimitada de chances.)

Seu assistente começou a berrar enquanto Goaz inconscientemente agarrava a Caixa Alquímica.

— Mas que infernos você está fazendo?! Continue a retirada!

O pirata encarregado da pilotagem exclamou em resposta.

— E quanto aos nossos aliados!?

O assistente chiou:

— Eles já estão mortos de qualquer jeito! Então anda logo! O inimigo estará aqui em breve!

Eles estavam se comportando como covardes que queriam escapar tão rapidamente quanto possível.

Era uma atitude que eles nunca tomariam normalmente.

Então por que estavam fazendo isso?

… eles simplesmente estavam com medo de Liam, que estava rapidamente se aproximando em alta velocidade.

A visão de Liam, que era uma força imparável no campo de batalha era assustadora.

E…

— Peguei vocês.

…… A espaçonave almirante sacudiu violentamente com um impacto repentino.

O Ávido de Liam havia aterrissado na fuselagem.

◇ ◇ ◇

Alcancei a nave almirante em fuga e a ataquei.

Após aterrissar no casco da nave, destruí a torreta que mirava no Ávido.

— Os piratas estão com medo de atirar na nave de seu líder?

Os piratas estavam hesitantes em atacar a nave almirante, por onde eu caminhava ousadamente.

— Hmm? Alguns deles estão tentando fugir?

Imediatamente comecei a abater quaisquer naves que tentassem desertar da batalha, bloqueando suas rotas de fuga.

— Bem, é tarde demais para se retirar agora. Irei pegar cada um de vocês, e então todos os seus tesouros serão meus!

Enquanto começava a bloquear suas chances de fuga, os piratas de repente começaram a se espalhar para todo lado.

Quando meus aliados finalmente me alcançaram, abriram suas linhas de comunicação apesar de toda a estática.

— Meu Senhor, estás bem!?

— Esqueça de mim, persigam-no. Deixem mil naves para defesa e cacem os piratas com o resto. Não deixem nem mesmo um escapar, e ignorem qualquer apelo de rendição, matem todos eles.

— Entendido!

Meus aliados perseguirão os piratas que fugirem.

Mesmo se tentarem escapar no espaço, uma rápida perseguição ainda deve ser capaz de derrotar a maioria deles.

Enquanto uma das espaçonaves se aproximava da nave inimiga, começaram a preparar uma força de abordagem.

Arrombei a escotilha da nave e entrei à força no hangar dos cavaleiros piratas.

Um cavaleiro móvel se punha de prontidão e disparou um foguete contra mim, mas não me preocupei.

Nada desse nível podia destruir o Ávido.

— Ei, você arranhou a pintura.

Os piratas de prontidão por perto começaram a tremer de medo após verem o Ávido emergir da explosão quase ileso.

Segurando seus rifles, os piratas em trajes espaciais começaram a abrir fogo. 

— Vocês são irritantes.

Enquanto uma secção da armadura do Ávido se abria, um laser que praticamente incinerou os piratas a cinzas foi disparado.

Após acabar com o último cavaleiro, expirei e comecei a colocar meu capacete.

Meu traje de pilotagem também servia como um conjunto de exoesqueleto energizado.

Prendi minha espada ao cinto, e peguei o rifle que havia armazenado no Ávido antes de abordar a nave pirata.

— Agora, onde vocês mantém seus tesouros?

Enquanto eu dizia isso, múltiplas pequenas naves aliadas começaram a entrar no hangar.

Após aterrissarem em segurança, as tropas começaram a se reunir em minha volta.

Todos os soldados estavam vestindo exoesqueletos energizados focados em combate que era muitos mais altos e mais intimidantes que o meu.

Vendo pessoas vestidas de tal modo agirem tão respeitosamente comigo era realmente divertido.

— Senhor Liam, viemos buscá-lo.

Embora pareça que eles vieram aqui para me levar de volta.

— Rejeitado, também estou indo.

— É perigoso demais! Podemos já tê-los encurralado a esse ponto, mas se o inimigo tiver qualquer homem-bomba ou…

— Por que alguém fugindo por sua vida viraria um homem-bomba? Estou partindo, me sigam se desejarem.

Após recusar o esquadrão de abordagem resmungante, entrei na nave.

O esquadrão vestido em exoesqueletos energizados rapidamente assumiram formação em minha volta.

Fiquei impressionado, o interior de uma nave pirata era mais bonito do que eu já havia pensado ser possível.

Devido ao fato de os controles de gravidade estarem desligados, nós tínhamos que passar pelos corredores sem peso nenhum. Por sorte, eu estava usando botas especiais que me permitiam caminhar normalmente, mesmo nessas condições.

— É surpreendentemente bonita.

— Senhor Liam, por favor não avance por conta própria!

Enquanto prosseguíamos senti alguns sentimentos de hostilidade e forcei todos a pararem.

— Agora, onde estão se escondendo… achei.

Perto da curva da passagem.

Eu podia sentir algumas presenças nos aguardando. 

Além disso, podia sentir mais deles se esgueirando pelo teto.

À minha ordem, meus homens atiraram seus rifles para cima, criando múltiplos buracos. 

Dali, sangue vermelho começou a fluir, suspenso no ar, então eles provavelmente estavam mortos.

Meus subordinados começaram a fazer uma comoção.

— Eles estavam vestindo armaduras que nossos sensores não podem detectar. Não acredito que piratas possuem equipamento tão caro.

Aparentemente o equipamento que eles usavam era bem caro.

Em outras palavras, eles tinham bastante dinheiro.

— Isso é bom, a caça ao tesouro está ficando mais divertida. Vamos nos apressar!

Os piratas se escondendo na curva pularam, provavelmente esperando nos pegar de surpresa.

Então avancei.

Em minha frente havia múltiplos cavaleiros piratas usando exoesqueletos energizados.

— Foram negligentes!

Eles pularam.

— Protejam o Senhor Liam!

Empurrei meus subordinados para fora do caminho.

— Desnecessário.

Apenas continuei caminhando, ignorando os cavaleiros piratas se aproximando de mim.

Meus subordinados pareciam aturdidos, então me virei para eles.

— O que estão fazendo? Se apressem.

— E-espera, é perig…

Os cavaleiros piratas que avançavam contra mim repentinamente foram impulsionados na direção das paredes e chão, seus corpos cortados em pedaços.

— Senhor Liam… o que o senhor acabou de fazer?

Respondi aos meus subordinados desnorteados, como se fosse a coisa mais óbvia no universo:

— Cortei eles.

Mesmo isso não era nada em comparação ao que o meu mestre podia fazer.

No nível dele, não seria possível sequer vê-lo desembainhar sua espada, meus cortes não estavam sequer perto das alturas que ele havia alcançado.

Eu ainda podia lembrar deles mesmo agora. Meus cortes eram equivalentes a uma brincadeira de criança em comparação.

O esquadrão de abordagem atrás de mim se aquietou diante da minha resposta.

Isso mesmo, temam-me.

Temam-me e venerem-me, vosso mestre!

◇ ◇ ◇

O esquadrão de aterrissagem fitava as costas de Liam enquanto ele marchava adiante.

Se uma criança vestisse um exoesqueleto, é claro que pareceriam um pouco maiores.

Mas as costas de Liam pareciam muito mais largas que isso, eram imponentes.

— Como nós podemos proteger um cavaleiro assim?

Normalmente ao se confrontar cavaleiros, tudo o que soldados podiam fazer era lamentar sua má sorte.

Contrariamente, se tivessem um cavaleiro confiável em seu lado, eles estariam chorando de alegria por sua boa sorte.

Um dos soldados murmurou:

— Ele nem mesmo teve sua cerimônia de maioridade, mesmo assim… nosso Senhor não é realmente uma pessoa incrível?

Eles sabiam que ele era altamente habilidoso em assuntos domésticos e governamentais.

Mas não havia como eles saberem o quão longe ele havia afiado suas habilidades marciais.

Em primeiro lugar, pessoas normalmente não começavam uma educação militar até chegarem à maioridade.

Era impossível eles saberem.

— Oh, ele definitivamente é forte, ele realmente parece tão prodigioso assim?

A pessoa que falou era um soldado nativo do território Banfield.

Por ele nunca ter deixado o território antes, não tinha ideia do quão incrível Liam realmente era.

Mas mesmo se não fosse forte, a imagem de seu Senhor lutando pessoalmente nas linhas de frente não seria uma figura inspiradora?

Eles definitivamente pensavam isso.


Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Delongas


Ei, se estiverem gostando do projeto e desejarem ajudar um pouco, vocês podem fazer isso acessando o link abaixo, solucionando o Captcha e aguardando dez segundos para ir à nossa página de agradecimentos.

Podem acessar por aqui.


AnteriorPróximo

3 ideias sobre “LoMa – Volume 1 – Capítulo 10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s